top of page

É hora de conversar sério sobre financiamento da Cultura em SG

Por Helcio Albano

Secretária Julia Sobreira e delegados eleitos/Foto: Helcio Albano
Secretária Julia Sobreira e delegados eleitos/Foto: Helcio Albano

Ontem deu-se a Conferência de Cultura em Gonça City. Fria, esvaziada. Não por falta de divulgação, mas refletindo o momento atual de São Gonçalo revelado em junho no Censo do IBGE em que 10% da população preferiu meter o pé da cidade.


Muitos desses gonçalenses, aliás, que ajudaram a construir a última conferência em 2017, ironicamente ausentes esse ano por terem escolhido fazer a diáspora.


Os bravos participantes que atenderam ao chamado cidadão da Conferência tinham a missão de avaliar e atualizar o Plano Municipal de Cultura do decênio 2018-28. Constatou-se que nada, ou quase nada, saiu do papel por uma simples razão: falta de grana pra colocar em prática as ações propostas há 5 anos, mas que vêm sendo debatidas há pelo menos duas décadas. Por isso não julgo quem escolheu partir rumo ao sol.



O maior de todos os desafios em São Gonçalo é a gente virar a chave. Criar e fazer funcionar, de fato, a economia criativa da Cultura, objetivando edificar nossa indústria cultural e um mercado que receba seus produtos para fazê-la girar e torná-la autossustentável.


Esse é o pulo do gato. E, para tal, devemos concentrar todas as nossas energias em garantir, da prefeitura, uma previsão orçamentária progressiva partindo de pelo menos 1% do orçamento geral, que hoje beira os R$ 1,5 bilhão. A luta, hoje, deve ser para tornarmos efetivo o que inclusive está no Sistema Municipal de Cultura, porém não regulamentado pelo Executivo.


Talvez tenha chegado a hora de fazermos um Fórum exclusivo para debatermos formas de financiamento da Cultura em SG.



Plus

Noves fora, foram eleitos 16 delegados titulares e suplentes que irão representar São Gonçalo na Conferência Estadual, que vai ocorrer entre os dias 7 e 9 de novembro.


Bônus

A eleição foi relativamente tranquila com chapa única, articulada na sociedade civil por Oscar Bessa.


Bônus-Track

Um dos pleitos gonçalenses na Estadual, será a criação de uma escola de formação e capacitação em Artes e Produção Cultural em São Gonçalo.


Siga @helcioalbano


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.




POLÍTICA

KOTIDIANO