top of page

Além das chuvas, RS sofre com tremores de terra em cidades da Serra Gaúcha

Os tremores tiveram magnitudes entre 2,3 e 2,4 e ocorreram nos municípios e Caxias do Sul, Pinto Bandeira e Bento Gonçalves

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Nesta segunda (13), quatro tremores de terra foram registrados em três cidades da região da Serra Gaúcha. Houve uma série de pequenos abalos de terra na madrugada de hoje, segundo dados da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), do Observatório Sismológico da UnB (Universidade de Brasília) e do Centro de Sismologia da USP (Universidade de São Paulo).


Os tremores tiveram magnitudes entre 2,3 e 2,4 e ocorreram nos municípios e Caxias do Sul, Pinto Bandeira e Bento Gonçalves, todos na mesma área da Serra Gaúcha. Segundo moradores dos bairros Madureira, Universitário, Jardim América e Pio X, o fenômeno foi acompanhado por uma espécie de “estouro”.


O Corpo de Bombeiros de Caxias do Sul recebeu diversos chamados durante a madrugada, entre 3h e 4h, mas nenhuma interdição foi necessária. Também não houve nenhum dano estrutural constatado.


O primeiro tremor na Serra foi registrado por sismógrafos da UnB e USP às 1h48, com magnitude de 2,4 e o epicentro em Bento Gonçalves. O segundo ocorreu cerca de 40 minutos depois, com uma magnitude menor (2,3) e em Pinto Bandeira. O terceiro, por sua vez, foi registrado às 2h58 em Caxias, com magnitude 2,8, e foi acompanhado por outro abalo de mesma magnitude em Caxias.


Alguns moradores deixaram suas casas no meio da noite por conta dos abalos. Veja:



O fenômeno foi registrado em meio às enchentes e aos temporais no estado. Para o sismólogo Bruno Collaço, do Centro de Sismologia da USP, é possível que as chuvas tenham relação com esses tremores, apesar da raridade de eventos do tipo.


“Em geral, seriam necessários alguns meses depois das chuvas para tremores desse tipo ocorrerem, mas não se pode descartar essa possibilidade. De qualquer forma, são necessários estudos aprofundados para afirmar com precisão as causas desses sismos”, afirma.


A região afetada na madrugada desta segunda possui um histórico de ocorrência de tremores de terras com magnitudes entre 2,0 e 3,0. Na última década, foram registrados 27 sismos, o que indica que o mais provável é que o fenômeno tenha causas naturais.

Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA