top of page

Antibolsonarismo é muito maior que antipetismo, revela pesquisa

A última pesquisa do instituto Atlas Intel foi divulgada nesta segunda (24)


Foto: Lula Marques
Foto: Lula Marques

Revista Fórum - A última pesquisa do instituto Atlas Intel, um dos que mais acertou o resultado das eleições no primeiro turno, divulgada nesta segunda (24), além das intenções de voto para a presidência no segundo turno, traz um recorte que revela o perfil do eleitorado com relação ao petismo, antipetismo, bolsonarismo e antibolsonarismo.


Segundo o estudo, o antipetismo, apontado como um dos principais fatores que levaram à eleição de Bolsonaro em 2018, hoje é bem menor que o antibolsonarismo. 30,2% dos eleitores entrevistados pelo Atlas Intel se dizem antipetistas, enquanto 44,9% se consideram antibolsonaristas.


A pesquisa mostra também que o índice daqueles que se autodenominam como bolsonaristas é de 26,9%, superando o índice dos que se dizem petistas: 21,3%. Os eleitores que afirmam ser "nem petista, nem antipetista", entretanto, representam 45% do universo entrevistado, número bem maior que os que não se consideram "nem bolsonarista, nem antibolsonarista", 28%.


"O anti-petismo é menor que o anti-bolsonarismo, com 30% da população rejeitando abertamente o partido de Lula. Já a parcela dos 'nem-nem' em relação ao PT é maior, representando 45% dos respondentes. Esse dado indica uma margem de manobra considerável para a campanha do ex-presidente, se souberem se posicionar diante de temas sensíveis à população, como pobreza e desigualdade, mas também corrupção e criminalidade, que têm representando grandes desafios para a candidatura petista", diz a análise do Atlas Intel sobre o estudo.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA

KOTIDIANO