top of page

As flores no meio do caminho - por Rofa Araújo


Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Na vida, como diria um famoso ditado popular, “Nem tudo são flores...”. E, infelizmente, é a mais pura verdade.


Vivemos num mundo onde encontramos ao invés de muitas flores, muitos espinhos pelo caminho. Espinhos que machucam, perfuram a pele e até mesmo a carne mais profunda, sangrando e deixando cicatrizes.


Percebemos o quanto a trajetória se torna sinuosa ao passar pela vida como se fosse uma trilha de aventureiros. Um desafio em tanto que, muitas vezes, mais parece não ter saída de onde está.


E, onde estão as flores no meio de nosso caminho, parafraseando o grande poeta com suas “pedras”, Carlos Drummond de Andrade? Que elas existem, existem...


As flores precisam ser notadas, com a beleza e cores mais diversas que embelezam uma senda tão tortuosa.



Flores que exalam seu perfume que contagia a alma e transforma tristeza em alegria, desânimo em força e mau humor em sorriso.


Ah, se todos notassem mais a vida e prestassem atenção nas flores pelo caminho... tudo seria diferente para bem melhor!


Vamos viver mais o que a vida nos reserva de bom e parar de perceber apenas o ruim. E as flores irão embelezar nossa vida assim como traz alegria para quem as recebe com um buquê.


Mesmo que tudo pareça um deserto árido e sem vida alguma, sempre há uma semente a brotar, um pequeno botão que vira uma grandiosa e deslumbrante flor que a vida nos oferece, com a permissão de Deus que a criou e a regou.


Viva as flores em nosso caminho!

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


Rofa Araujo é jornalista, escritor (cronista, contista e poeta), mestre em Estudos Literários (UERJ), professor, palestrante, filósofo e teólogo.





POLÍTICA