top of page

Ato de Bolsonaro e Malafaia em Copacabana reúne 32,7 mil pessoas

 Estimativa foi feita pelo grupo de pesquisa “Monitor do debate político” da USP. Número foi apenas 18% do público da manifestação anterior em São Paulo e aproximadamente metade do evento realizado no mesmo local em 7 de setembro de 2022

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução



O ato convocado por Jair Bolsonaro na Praia de Copacabana flopou e atraiu cerca de 32,7 mil pessoas, segundo estimativas do grupo de pesquisa “Monitor do debate político” da USP. Esse número representa aproximadamente 18% do público da manifestação anterior em São Paulo e aproximadamente metade do evento realizado no mesmo local em 7 de setembro de 2022.


O grupo da USP utilizou imagens aéreas e um software para contabilizar o público presente entre 10h e 12h30. O pico de participação ocorreu durante o discurso de Bolsonaro ao meio-dia. Com uma margem de erro de 12%, estima-se que a presença poderia variar em até 3,9 mil pessoas.


De acordo com os pesquisadores, foram tiradas 35 fotos da orla de Copacabana a cada rodada, sendo selecionadas nove delas para cobrir todo o espaço ocupado pelos manifestantes. A técnica de análise utilizada, chamada de Point to Point Network (P2PNet), identifica cabeças e estima a quantidade de pessoas em uma fotografia, com precisão de 72,9% e acurácia de 69,5%.


Comparativamente, o ato na Paulista registrou o maior número de apoiadores de Bolsonaro desde as eleições de 2022, superando a marca anterior em Copacabana no Dia da Independência. Desde então, é a sétima manifestação com presença estimada de maneira similar.


A presença abaixo do esperado em Copacabana foi minimizada por aliados de Bolsonaro. Valdemar Costa Neto, presidente do PL, participou do ato no início, antes mesmo da chegada do ex-presidente, já que os dois estão proibidos de manter contato por decisão do STF.


De DCM.


Nos siga no BlueSky AQUI.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA