top of page

Bozo começa a colher resultados das PECs eleitoreiras - por Helcio Albano


Reprodução
Reprodução

O pior dos cenários para a campanha de Lula está se desenhando e já deve surgir com força nos próximos levantamentos eleitorais da semana que vem, já com o impacto 100% assimilado dos R$ 2.600 contos do Auxílio Brasil e do consignado no bolso. Essa é a tendência trazida pelos resultados das pesquisas Quaest em São Paulo e em Minas, divulgadas ontem e hoje pelo instituto.


A recuperação da besta foi forte nos dois estados mais importantes do país, que concentram 33% do eleitorado. E não adianta colocar panos quentes: as PECs eleitoreiras estão funcionando muito mais do que o imaginado. E uma coisa é certa: o 2º turno já é garantido, porque os bilhões jogados na economia diminuíram e muito a sensação de mal-estar econômico na população de um modo geral. Isso, se não elimina, enfraquece bastante o principal trunfo contra o bozo, calcado na fome e na carestia.



Com o jogo equilibrado na área até então mais sensível para o Planalto, alguns fatores devem ser levados em consideração - preocupação: a tinta da caneta do Executivo terá ainda mais peso, assim como as pautas morais e de costumes na disputa pelo voto, principalmente evangélico.


E, para amalgamar tudo isso em favor do demônio, a entrada em cena da máquina avassaladora de comunicação digital construída por Steve Bannon em 2018 e ainda mais poderosa com todo tipo de financimento que se possa imaginar. Desde à direita internacional, Opus Dei ao agronegócio.


O recuo do bozo e dos milicos com ameaças à Democracia é um sinal perigoso. Por mais incrível que possa parecer.


Siga @helcioalbano

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.


POLÍTICA