top of page

Bozo retorna ao país: agora vamos ao que interessa

Por Helcio Albano

Porta dos fundos/Foto: Reprodução
Porta dos fundos/Foto: Reprodução

O coisa ruim saiu de seu autoexílio em Orlando e chegou a Brasília na manhã desta quinta (30). O traste, sabendo das capivaras que tem, combinou direitinho com o GDF a vazar informação de que sairia pelas portas dos fundos do aeroporto.


O objetivo? Evitar "sensação triunfal de seu retorno" no dorso do gado e, ato contínuo, mal-estar desnecessário com autoridades que logo logo deverá encarar nas mais de três dezenas de processos que responde na Justiça. O primeiro depoimento sobre as joias das Arábias, por exemplo, está marcado pra 5 de abril.



E assim será daqui pra frente. Só o inquérito das joias surrupiadas deve levar meses e trazer muito desgaste ao fantoche de milico e aos planos políticos e eleitorais do PL e da direita assanhada. Esse é o foco: ir atrás de cada capivara do bozo, dar comidinha na boca, levar pra passear, dar banho no lago e registrar esses momentos felizes para a democracia no Instagram.


Só no TSE são mais de 17 capivaras. 2 delas correm ligeiras pra decisão que podem torná-lo inelegível: os inquéritos sobre os ataques do ex-presidente ao sistema eleitoral brasileiro e o uso de fake news na campanha coordenado pelo chamado "gabinete do ódio" dentro da Presidência da República. Êta-lelê!


O Valdemar, as raposas felpudas de Brasília, e principalmente a Micheque, não estão a fim de carregar peso morto. O boca podre será jogado ao mar como merda do balde. Vai por mim.


Essa é a hora de a esquerda progressista impor sua agenda, com um olho no peixe, outro no gato e foco na capivara.


Siga @helcioalbano


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso Canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.