top of page

Campeãs do carnaval de Niterói serão conhecidas nesta terça (6)

Leitura dos envelopes acontece a partir de 18 horas no Praia Clube de São Francisco. Folia do Viradouro e Magnólia Brasil 'brigam' pelo título com Experimenta. Sabiá 'corre por fora' (saiba como foi)

Experimenta da Ilha mostrou um dos melhores desfiles na história da revitalização |  Foto: Divulgação
Experimenta da Ilha mostrou um dos melhores desfiles na história da revitalização | Foto: Divulgação


OSG - Após um fim de semana movimentado na arena de desfiles montada no Caminho Niemeyer, no Centro, Niterói vai conhecer, nessa terça-feira (6), a partir de 18 horas, as campeãs do Carnaval de 2014. A leitura dos envelopes com as notas dadas pelos jurados a 20 agremiações dos Grupo A, B e C, será feita no Praia Clube de São Francisco, a partir das 18h. Folia do Viradouro, Magnólia Brasil e Experimenta da Ilha da Conceição 'largam na frente' na disputa pelo título na chamada elite. Sabiá 'corre por fora' e pode surpreender. 


Grupo A - Os desfiles das oito escolas integrantes do Grupo A do Carnaval de Niterói foram realizados na noite do último sábado e mostraram, mais uma vez, a vantagem das escolas que nos últimos anos tem mostrado capacidade para trazer para o desfile, organização, beleza plástica, imponência, canto forte e samba no pé. Folia do Viradouro e Magnólia Brasil  traduziram isso em bela interação com do público de cerca de 5 mil pessoas que prestigiaram o evento. 


 Início - Os desfiles foram abertos pela Império de Araribóia, que voltou â elite após a conquista do título no Grupo B. O canto forte, organização e muita garra, 'trunfos' de 2023, novamente se repetiram e na apresantação do tema que é a 'cara' da escola, sobre a história de São Lourenço, bairro de onde ela é. Problemas nos acabamentos em alegorias foram notados. Resta saber o que avaliaram os jurados. 

E aí clima 'esquentou' mais ainda no Caminho Niemeyer com a passagem de três agremiações que  tem se revezado na conquista de títulos nos últimos anos. A Alegria da Zona Norte, bicampeã em 2018 e 2019 entrou com disposição na apresentação do enredo sobre o Afoxé. Fantasias leves, boa comunicação com o público, samba cantado com empolgação...tudo corria bem até os empurradores enfrentarem dificuldades para posicionar uma alegoria na segunda curva do U, comprometendo a parte organizaçional e a evolução da escola. 


Aí veio a Folia do Viradouro, mostrando todo luxo, organização e grandiosidade que tem sido as marcas registradas da comunidade de Santa Rosa. O samba 'leve' e de refrões fáeis, em, forma de oração, foi um dos 'trunfos' para a apresentação do tema 'Fé para o que der e vier'. Compacta, cantando forte, e com fantasias bem acabadas e alegorias imponentes, mostrou ser candidata ao título, que veio pela última vez em 2022. 

O alto nível continuou na apresentação da Magnólia Brasil para o enredo 'O dia em que o lorde visitou meu paraíso', sobre a suposta passagem do naturalista ingês Charles Darwin por São Lourenço, ainda no Brasil colonial. Tudo correu no mesmo nível da Folia, em termos de organização, luxo e canto forte, apesar da tonalidade alta do samba, um pouco longo e de muitas palavras, ter exigido muito dos componentes.  

A Região Oceânica, por sua vez, talvez tenha feito a apresentação menos impactante dos últimos anos. Com fantasias simples e problemas de acabamento nas alegorias, torce ao menos, para ficar em posições intermediárias e continuar na elite. 


E veio a Sabiá, que tinha tudo para estar, com tranquilidade entre os favoritos, mas foi dormir preocupada com com um problema na alegoria logo na primeira curva da passarela.  Isso acabou abrindo um 'buraco' que pode custar décimos preciosos à comunidade da Vila Ipranga, apesar de ter sido corrigido no tempo restante da apresentação, dentro do tempo.

Com enredo em homangem a Oxum, a Souza Soares até mostrou um 'chão forte', com muito canto e empolgação, mas as fantasias e alegorias, sem a mesma imponência e luxo que as concorrentes, deixaram a aprentação mais simples. 


Quem impressionou muito o público, fechando a noite de desfiles do Grupo A foi a Experimenta da Ilha da Conceição, que talvez tenha a feito a melhor apresentação em sua história de desfiles no Carnaval de Niterói. após a revitalização, a partir de 2006. O enredo sobre a pirataria, caiu como 'uma luva' na apresentação, com combinação de cores de extremo bom gosto no conjunto de fantasias e alegorias.


Resta agora esperar pela abertura dos envelopes no Praia Clube de São Francisco, que deverá ter um bom público nessa terça-feira. No Grupo A, a vencedora receberá como prêmio R$ 40 mil, e a vice, R$ 25 mil. Os prêmios no Grupo B são R$ 20 mil e R$ 12 mil, respectivamente; e no Grupo C, R$ 10 mil e R$ 7 mil.


Os organizadores do Carnaval comemoraram o sucesso da organização do Carnaval 2024, que registou cerca de 35 mil pessoas presentes, sem a ocorrência de nenhum incidente no Caminho Niemeyer,  


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.