top of page

Carnaval: Fogo Cruzado registra 22 tiroteios na região metropolitana do Rio

Caso mais grave ocorreu no município de Magé onde 20 pessoas ficaram feridas e três morreram


 Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Brasil de Fato - Um levantamento realizado pelo Instituto Fogo Cruzado aponta que, durante o carnaval, 22 tiroteios ocorreram na região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a pesquisa, 33 pessoas foram baleadas, nove morreram e 24 ficaram feridas. O mapeamento começou a partir das 18h de sexta (17) e encerrou ao meio-dia da última quarta (22).


O caso mais grave ocorreu no município de Magé, na baixada fluminense. Uma briga entre um miliciano e um policial civil durante o carnaval na cidade terminou em tiroteio onde 20 pessoas ficaram feridas e três morreram, incluindo uma criança identificada como Maria Eduarda Carvalho Martins, de 9 anos.


Na segunda (20), um homem vestido de bate-bolas foi morto a tiros em Oswaldo Cruz, na zona norte do Rio. O corpo foi encontrado na Rua Henrique Braga.



“O carnaval é um período de lazer, mas quem circula pelas ruas armado durante o ano todo, também vai circular armado durante o carnaval. Esta deve ser uma preocupação constante das autoridades: como podemos reduzir a circulação de armas no estado? No feriadão isso é ainda mais sensível porque as cidades estão mais movimentadas, há mais aglomeração e os danos podem ser maiores”, afirma Carlos Nhanga, coordenador regional do Instituto Fogo Cruzado no Rio de Janeiro.


De acordo com o Fogo Cruzado, entre os principais motivos de tiroteios estão: homicídio/tentativa de homicídio; ação/operação policial; roubo/tentativa de roubo; e briga.


O levantamento do instituto classificou os municípios com mais casos de violência. A baixada fluminense liderou o ranking. Rio de Janeiro: 13 tiroteios e 3 mortos; Nova Iguaçu: 3 tiroteios, um morto e dois feridos; Queimados: um tiroteio e um morto; São Gonçalo: dois tiroteio, um morto e dois feridos; Magé: um tiroteio, três mortos e 20 feridos e São João de Meriti: dois tiroteios.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA