top of page

Censo faz escancarar vontade do gonçalense: meter o pé da cidade

Por Helcio Albano

O escritor Rodrigo Santos viralizou esta semana/Foto: Reprodução
O escritor Rodrigo Santos viralizou esta semana/Foto: Reprodução

A divulgação pelo IBGE dos dados populacionais colhidos no Censo 2022 causou sentimentos estranhos. Muitas das vezes incômodos, que agora se impuseram ao gonçalense médio: externar publicamente a vergonha que sente pela cidade. Sentimento esse acompanhado de uma vontade avassaladora em meter o pé da terra do santo violeiro.


O mal-estar é generalizado. E magistralmente captado por nosso gênio da raça, Rodrigo Santos, que (ainda?) não aderiu à "diáspora", como se refere ao êxodo gonçalense, mas não julga quem o fez: "quem fica em São Gonçalo é o loser, aquele que não teve capacidade de sair", disse ele à Tribuna de Niterói, em compressão necessária feita por mim a caber nessa Coluninha.



É isso! O gonçalense vive a se esconder de si mesmo, sob um escuro manto existencial e de cidadania que não exerce. Aliás, seria um ato ético exigir dele a formalização dessa renúncia cidadã? Como o direito de escolher os governantes de uma cidade que despreza?


Vivemos num círculo vicioso onde não se oportuniza sua gente, que, por sua vez, abandona a cidade que não a retém e, por isso, não consegue formar uma massa crítica de transformação real que só é possível pela política. Não à toa que política vem de do grego "pólis", cidade. E da qualidade dos que ocupam sua ágora (o espaço de debates) é que atestamos sua saúde. Pois é amigos, a ágora de São Gonçalo é ocupada por Lecinho, Cici, capitão Nelson...


Ai de ti!


Isso tudo está sendo muito pedagógico para criarmos coragem de nos olhar no espelho e interromper esse maldito círculo que nos prostra e aprisiona..


Siga @helcioalbano


Baixe o 2º Volume do livro Reflexões de proa, de Helcio Albano. Abaixo:

Reflexões_ebook.2
.pdf
Fazer download de PDF • 1.53MB

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.



POLÍTICA

KOTIDIANO