top of page

Choque entre trem e ônibus deixa 13 feridos no Rio de Janeiro

Acidente foi em uma passagem de nível em Japeri


Foto: Reprodução vídeo
Foto: Reprodução vídeo

O choque entre um trem de passageiros e um ônibus deixou 13 pessoas feridas no fim da madrugada desta terça (18), em Japeri, região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a Supervia, concessionária que opera o serviço de trens no estado, por volta das 4h35 o ônibus avançou o sinal em uma passagem de nível e foi atingido pelo trem.


A Supervia divulgou um vídeo em que mostra o momento do acidente. É possível perceber que um sinal sonoro alerta para a passagem do trem, que se aproxima buzinando. A imagem mostra os passageiros do trem saindo dos vagões depois do choque.


O Corpo de Bombeiros informou que socorreu quatro pessoas. Duas foram levadas para o Hospital Municipal São Francisco Xavier, em Itaguaí, e outras duas para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Itaguaí e Nova Iguaçu ficam, assim como Japeri, na Baixada Fluminense. Ainda segundo os bombeiros, outras nove pessoas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Japeri.



Circulação de trens é suspensa


A circulação de trens no ramal teve de ser suspensa. Em nota, a Supervia informou que a passagem de nível estava regular, com sinalizador e sinais sonoros e visuais, conforme exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).


“De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (Lei Federal nº 9503/97), os trens têm preferência de passagem em relação aos demais veículos. Buscar sinais de aproximação dos trens é uma conduta prudente e necessária que deve ser adotada por todos ao atravessar a linha férrea”, disse a concessionária em nota.


Acrescentou que “os trens são grandes e pesados e, por isso, não conseguem parar imediatamente após o acionamento da frenagem. A uma velocidade de 80km/h, por exemplo, depois de acionada a frenagem de emergência, o trem percorre aproximadamente 290 metros até parar completamente”.


A Transportes Blanco, empresa do ônibus envolvido no acidente, informou que colabora com a investigação da polícia que indicará as causas do acidente. A empresa também abriu um procedimento interno para apurar a conduta do seu motorista, uma vez que mantém treinamentos regulares a seus profissionais.


A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) abriu boletim de ocorrência para apurar as circunstâncias do acidente. “Uma equipe de fiscalização foi para o local do abalroamento. Meios, sistemas e equipamentos serão analisados pelos técnicos da agência reguladora, como o funcionamento da sinalização luminosa e sonora”, disse em nota.


*Com informações Agência Brasil


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.