top of page

Com R$1 trilhão em investimentos, governo Lula lança PAC 3

Veja o que será anunciado nesta sexta (11)


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nesta sexta (11), o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lançará o novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O evento contará com a presença de quase duas dezenas de governadores e políticos, incluindo a ex-presidente Dilma Rousseff e o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). As informações são do jornal O Estado de São Paulo.


Dilma, que era chamada por Lula de “mãe do PAC” na primeira passagem dele pelo Palácio do Planalto, retornou da China na semana passada e desembarcou no Rio de Janeiro na última quinta-feira (10). Atualmente, ela preside o NDB, o chamado Banco dos Brics, com sede em Xangai, China.


O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), por sua vez, avisou que não irá comparecer, mas que Felício Ramuth, seu vice, irá participar em seu lugar.


O evento acontecerá em um auditório do BNDES. Nele, Lula deverá anunciar investimentos da ordem de R$ 1 trilhão no atual mandato (até 2026) em uma lista de obras que a Casa Civil manteve em sigilo nos últimos dias. A pedido do petista, será anunciada pelo menos uma obra em cada estado do país, com o objetivo de atender a pedidos feitos por governadores brasileiros.



No caso de recursos “próprios”, oriundos do governo federal, a promessa é aplicar R$ 240 bilhões nos próximos quatro anos, ou seja, R$ 60 bilhões por ano.


O valor anunciado pelo petista é superior ao aplicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) durante sua gestão (em 2022, foram cerca de R$ 40 bilhões em investimentos).


A maior parte dos recursos do PAC 3 será proveniente da iniciativa privada e da Petrobras, que sozinha deverá aplicar cerca de R$ 300 bilhões em investimentos até 2026.

O governo também incluiu na conta investimentos previstos em concessões e PPPs (Parcerias Público-Privadas), financiados pelo setor privado.


O PAC 3 é um dos principais programas políticos que o governo petista pretende enfatizar na nova gestão de Lula. O objetivo é estabelecer a ideia de que Lula pretende investir mais do que Bolsonaro e seu então ministro da Infraestrutura, Tarcísio.


*Com informações DCM


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA