top of page

De 'verme', 'babaca' a 'meu irmão'. A reação de políticos gonçalenses à prisão de Daniel Silveira

Os vereadores Prof. Josemar (PSOL), Glauber Poubel (PSL) e o ex-candidato à Prefeitura, Isaac Ricalde (PCdoB) se pronunciaram

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ) foi preso no final da noite de ontem (16), em sua casa, por flagrante delito após o bolsonarista publicar um vídeo com agressões e xingamentos a ministros da Corte Suprema do país. A prisão foi ordenada à Polícia Federal pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.


Políticos de São Gonçalo se manifestaram em sua redes sociais a favor da prisão e em solidariedade a Silveira, conhecido por ter quebrado uma placa com o nome da vereadora assassinada Marielle Franco num ato de campanha em 2018, ano de sua morte, na cidade de Petrópolis, junto com o agora deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL) e do governador afastado Wilson Witzel (PSC).


O ex-cabo da PM também ficou célebre com suas declarações contra a democracia e a favor do AI-5, ato que fechou o regime em dezembro de 1968 instaurando de vez a ditadura militar no Brasil, e por ter sido expulso de avião no final de janeiro por se negar a usar máscara facial.


O vereador Prof. Josemar (PSOL), no Twitter, lembrou que Silveira foi "um dos vermes" que quebraram a placa de sua companheira de partido e pediu a cassação do "deputado fascista":


- Acaba de ser preso o deputado Bolsonarista Daniel Silveira. Ele é um dos vermes que quebrou a placa da Marielle. Ataque a democracia, incitação ao ódio e tentativa de fechamento do regime não podem ser tolerados. Pela cassação do deputado fascista!

Também no Twitter, o presidente do PCdoB e ex-candidato à Prefeitura de São Gonçalo em 2020, Isaac Ricalde, ressaltou que "fazer apologia à ditadura militar e defender um golpe contra o STF é crime" já que o "deputado babaca do PSL acha que está acima da lei":


- O deputado babaca do PSL acha que está acima da lei. Fazer apologia à ditadura militar e defender um golpe contra o STF é crime. Vai dormir no xadrez. Nem o líder da boiada nem o general golpista que ele defendeu vão poder fazer nada. A democracia merece respeito!

Na outra rede, o Facebook, o vereador Glauber Poubel (PSD), irmão do deputado estadual Felippe Poubel, colega de partido de Silveira, todos oriundos da Polícia Militar, foi econômico na manifestação de solidariedade ao parlamentar, a quem chama de "amigo e irmão de guerra":


- Meu amigo meu irmão de guerra, você não está sozinho o povo brasileiro está ao seu lado, essa injustiça será reparada em breve! Força e honra!

A Câmara de Deputados deve analisar o caso hoje e decidir se manda soltar Silveira ou se segue a decisão do STF e cassa seu mandato. Uma ala do PSL já defende a expulsão do ex-cabo da PM do partido.




POLÍTICA