As eleições estão chegando e o Daki não podia ficar de fora. Por isso criamos em parceria com algumas instituições e personalidades a campanha Gonçalense vota em Gonçalense.

Por quê?

Primeiro porque acreditamos firmemente na democracia e somente através dela poderemos avançar como sociedade. E a política exercida de forma livre e consciente é condição basilar para isso.

 

Depois porque queremos participar do desenvolvimento de São Gonçalo, e isso só é possível com representação política na Assembleia Legislativa (Alerj) e no Congresso Nacional. 

O município possui mais de 1,2 milhão de pessoas e quase 700 mil eleitores, mas estamos muito de longe de ter uma representação no Rio e em Brasília que condiza com o número de habitantes e com o tamanho da cidade e seus imensos problemas.

Com esses eleitores, conseguimos eleger até 6 (seis) deputados estaduais e 4 (quatro) federais de acordo com as regras eleitorais vigentes.

Maior representação significa força política, mais projetos e emendas parlamentares em favor de São Gonçalo, que depende ainda muito fortemente de repasses estaduais e federais para se desenvolver nas áreas de educação, saúde, emprego e segurança pública.

Ao longo do período eleitoral iremos apresentar os candidatos que acreditamos serem os mais competitivos para vencer a eleição de acordo com critérios que estabelecemos para a escolha. 

Gonçalense vota em gonçalense. Abrace essa ideia.

CRITÉRIOS PARA CANDIDATURAS A DEPUTADO ESTADUAL

 

O (e)leitor gonçalense pode se perguntar: Qual critério a equipe do Daki utilizou para chegar a esses nomes e não outros, já que a cidade possui mais candidatos a deputado estadual? 

Utilizamos critérios simples que apontaram para 14 nomes que acreditamos serem os mais competitivos para conseguir uma cadeira na Alerj. Dentre os critérios, listamos a representatividade e trajetória  políticas e mandato eletivo. Por isso que na lista há vereadores, ex-secretários, ex-deputados e candidatos que em outros pleitos tiveram votação expressiva e por isso mantêm capital eleitoral para disputar e vencer uma eleição. Todos, de uma forma ou de outra, têm experiência na política.

Ao longo da campanha vamos apresentar os candidatos para que você possa escolher bem e garantir a São Gonçalo maior visibilidade e importância no estado.

Por ordem númérica e aleatória: 1.  Marlos Costa - 2. Gilson do Cefen - 3. Sandro Almeida - 4. Rodrigo Miranda Tiquinho - 5. Jalmir Junior - 6. Adolfo Konder - 7. Rafael do Gordo - 8. Prof. Josemar Carvalho - 9. Jorge Mariola - 10. Lucas Muniz - 11. Capitão Nelson - 12. Maciel - 13. Graça Matos - 14. Dr. Ricardo Peon.

Aonde os candidatos estão situados ideologicamente?

ESQUERDA: No espectro político, a esquerda se caracteriza pela defesa de uma maior igualdade social. Normalmente, envolve uma preocupação com os cidadãos que são considerados em desvantagem em relação aos outros e uma suposição de que há desigualdades injustificadas que devem ser reduzidas ou abolidas. A extrema-esquerda despreza o jogo democrático no sistema capitalista e busca a ditadura do proletariado.

CENTRO: O Centrismo é a posição de quem se encontra no centro do espectro ideológico. No conceito da existência de uma Esquerda e Direita política há essa visão que é utilizada pelos moderados. Muitos liberais se encaixam no centro, uma vez que defendem pontos de vista considerados de esquerda por quem é da direita tradicional e por defenderem pontos de vistas considerados direitistas pela esquerda tradicional.

DIREITA: No espectro político, a direita descreve uma visão ou posição específica que aceita a hierarquia social ou desigualdade social como inevitável, natural, normal ou desejável.Esta postura política geralmente justifica esta posição com base no direito natural e na tradição. A extrema-direita leva essas crenças a um nível tão elevado que pode descambar para a intolerância e violência com quem pensa diferente.

Marlos de Araújo Costa, 43 anos, formou-se em Direito pela UFRJ e é auditor concursado do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Foi vereador por duas vezes em São Gonçalo (2009-2016) e secretário de Desenvolvimento Social do município de janeiro de 2017 a abril de 2018.


Dentre suas principais bandeiras, estão a modernização e moralização da gestão púbica, o fortalecimento das redes de proteção social, implantação da Linha 3 do Metrô, construção de hospital de referência contra o câncer no leste fluminense. 

Marlos concorre a uma vaga na Alerj pelo PSB.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Gilson Marques Ferreira Silveira (Gilson do Cefen), 49 anos, é professor formado em  Matemática, adminsitrador escolar e projetista. Está no segundo mandato como vereador, tendo sido eleito pela primeira vez em 2012.

Ao longo do mandato realizou diversas audiências públicas nas áreas de educação e do emprego, com destaque para a situação do Comperj, sendo essas suas principais bandeiras de campanha.

Gilson concorre a uma vaga na Alerj pelo PRP.

FACE.jpg
INSTA.jpg

Sandro Faria de Almeida, 47 anos, é publicitário, músico e empresário. Entre os anos de 2013 e início de 2016 foi secretário de Governo de Neilton Mulim. Rompe com o ex-prefeito para se lançar candidato a vereador pelo PSDB, sendo eleito com 4.620 votos em 2016.

 

Tem mais de 20 projetos de lei e indicações legislativas na Câmara, e se destaca pela forte oposição política ao atual prefeito José Luiz Nanci. Se eleito, promete lutar por maior repasse de royalties do petróleo para São Gonçalo, estimular a inteligência policial contra a violência e investimento nos esportes entre outras bandeiras

 

Almeida concorre a uma vaga na Alerj pelo PHS.   

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

Rodrigo Miranda (Tiquinho), 33 anos, é servidor público municipal. Foi secretário de Governo do prefeito José Luiz Nanci até abril de 2018, quando se desincompatibilizou do cargo para ser pré-candidato a deputado estadual.

Tem como bandeira o fortalecimento do efetivo do 7 Batalhão e ações articuladas na educação, saúde esprte, lazer e cultura.

Tiquinho concorre a uma vaga na Alerj pelo PPS.

FACE.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

Jalmir Cabral Junior, 34 anos, é advogado e professor universitário. Exerce seu primeiro mandato parlamentar na Câmara.

 

Jalmir concorre a uma vaga na Câmara pelo PRTB. 

FACE.jpg
TWITER.jpg
INSTA.jpg

Adolpho Konder Homem de Carvalho Filho (Adolfo Konder), 44 anos, advogado, é carioca, mas pelo menos há vinte anos vive a política gonçalense. Foi secretário durante oito anos nos dois governos Aparecida Panisset, à frente das pastas de Desenvolvimento Econômico, Social, além de ter sido Chefe de Gabinete da ex-prefeita.

Tem como principais bandeiras a recuperação da indústria naval, viabilizar o BRT de São Gonçalo, ampliação das clínicas da família e do Minha Casa Minha Vida.

Adolfo concorre a uma vaga na Alerj pelo DEM.

FACE.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

Aristeu Raphael Lima da Silveira (Rafael do Gordo), 35 anos, tem curso superior incompleto e até abril deste ano foi secretário de Habitação de São Gonçalo no governo José Luiz Nanci. Foi deputado estadual entre 2011 e 2014 pelo PMDB.

Defende a inclusão da juventude através do esporte

Rafael concorre a uma vaga na Alerj pela DC.

FACE.jpg
TWITER.jpg
INSTA.jpg

Professor Josemar Carvalho, 42 anos, é geógrafo e professor de geografia universitário e do ensino médio. Foi candidato a prefeito por três vezes, a deputado estadual e federal.

Tem como principais bandeiras a melhoria da mobilidade urbana para a região leste fluminense, a valorização do magistério e a participação popular direta na adminsitração pública.

Josemar concorre a uma vaga na Alerj pelo PSOL.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Jorge Luis Gasco (Jorge Mariola), 62 anos, tem ensino médio completo. Vereador desde 2000, é um dos políticos mais experientes da cidade. Com atuação marcante na Câmara, é autor de diversos projetos de lei e indicações legislativas.

 

Suas principais bandeiras são Educação, Saúde e segurança pública.  

Mariola concorre a uma vaga na Alerj pelo PHS.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Lucas Muniz, 25 anos, é empresário e tem ensino superior incompleto. Foi eleito vereador em 2016 como o mais jovem parlamentar na Câmara. 

Tem como bandeiras a juventude e a cultura, e vê que o maior problema de São Gonçalo é o desemprego. Vai defender a abertura de novas empresas na cidade através de incentivos fiscais e apoio do Sebrae. 

Lucas concorre a uma vaga na Alerj pelo PMN.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

Nelson Ruas dos Santos (Capitão Nelson), 60 anos, é policial militar aposentado e vereador por três mandatos consecutivos no legislativo gonçalense.

Tem como principal bandeira a segurança pública, e quer que o governo do estado instale mais um batalhão de polícia em São Gonçalo

Capitão Nelson concorre a uma vaga na Alerj pelo Avante. 

FACE.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Alcímaco Cosme de Oliveira Maciel Junior (Maciel), 45 anos, é policial militar reformado e vereador em seu segundo mandato

Tem como principal bandeira a segurança pública.

Maciel concorre a uma vaga na Alerj pelo PMN.

FACE.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Maria das Graças Tuze de Matos ou Graça Matos, 67 anos, em 1990, foi eleita deputada estadual sendo reeleita para mais cinco mandatos consecutivos. Na Alerj exerceu várias funções, entre eles o de 1ª Secretária, cargo esse ocupado pela primeira vez por uma mulher. É casada com o ex-deputado federal e ex-prefeito de São Gonçalo, Edson Ezequiel.

Foi filiada primeiramente ao PDT, posteriormente ao PSB e por fim ao PMDB. Em 2004, 2008 e 2012, foi candidata a prefeita de São Gonçalo, mas não conseguiu se eleger. Também não se reelegeu como deputada estadual para 2015–2019. Foi indicada vice de Neílton Mulim em 2016, em chapa que também não conseguiu passar ao segundo turno. Em 2017, foi eleita pela ALERJ para a direção da Agetransp, na vaga que era de Aparecida Gama.

Graça concorre a uma vaga na Alerj pelo MDB, ex-PMDB.

FACE.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Ricardo Peon Albuquerque (Dr. Ricardo Peon), 55 anos, é medico e vereador em sue primeiro mandato.

Tem como principal bandeira a Saúde.

Dr. Ricardo Peon concorre a uma vaga na Alerj pelo PPS.

FACE.jpg
TWITER.jpg
INSTA.jpg

CRITÉRIOS PARA CANDIDATURAS A DEPUTADO FEDERAL

Qual critério a equipe do Daki utilizou para chegar a esses nomes e não outros, já que a cidade possui mais candidatos a deputado federal? 

Utilizamos os mesmos critérios para deputado estadual: listamos a representatividade e trajetória  políticas e mandato eletivo. 

Ao longo da campanha vamos apresentar os candidatos para que você possa escolher bem e garantir a São Gonçalo maior visibilidade e importância no estado.

 

Por ordem númérica e aleatória: 1.  Roberto Sales - 2. Altimeu Cortes - 3. Diney Marins - 4. Lecinho Breda - 5. Dimas Gadelha - 6. Dejorge Patricio - 7. Ricardo Pericar - 8. Onildo Ramos.

ESQUERDA: No espectro político, a esquerda se caracteriza pela defesa de uma maior igualdade social. Normalmente, envolve uma preocupação com os cidadãos que são considerados em desvantagem em relação aos outros e uma suposição de que há desigualdades injustificadas que devem ser reduzidas ou abolidas. A extrema-esquerda despreza o jogo democrático no sistema capitalista e busca a ditadura do proletariado.

CENTRO: O Centrismo é a posição de quem se encontra no centro do espectro ideológico. No conceito da existência de uma Esquerda e Direita política há essa visão que é utilizada pelos moderados. Muitos liberais se encaixam no centro, uma vez que defendem pontos de vista considerados de esquerda por quem é da direita tradicional e por defenderem pontos de vistas considerados direitistas pela esquerda tradicional.

DIREITA: No espectro político, a direita descreve uma visão ou posição específica que aceita a hierarquia social ou desigualdade social como inevitável, natural, normal ou desejável.Esta postura política geralmente justifica esta posição com base no direito natural e na tradição. A extrema-direita leva essas crenças a um nível tão elevado que pode descambar para a intolerância e violência com quem pensa diferente.

Roberto da Silva Sales, 40 anos, é administrador de empresas por formação, está em seu primeiro mandato como deputado federal e busca a reeleição.

Como deputado federal, votou a favor da admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos. Em agosto de 2017 votou a favor do presidente Michel Temer, no processo em que se pedia abertura de investigação, e que poderia lhe afastar da presidência da república.

Sales concorre a uma vaga na Câmara pelo DEM.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Altineu Cortes, 49 anos, é velho conhecido do eleitor gonçalense. Já foi deputado estadual por três vezes, candidato a prefeito em São Gonçalo (e também Itaboraí) e hoje exerce mandato de deputado federal buscando a reeleição.

Como deputado federal, votou a favor da admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos. Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista. Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal. Em 2 de agosto de 2017, votou a favor da rejeição da segunda denúncia contra o presidente Temer..

Altineu concorre a uma vaga na Câmara pelo PR.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Valdinei Renato Marins (Diney Marins), 49 anos, é bacharel em Direito, vereador por dois mandatos consecutivos e atual presidente da Câmara Legislativa de São Gonçalo desde 2013 quando assumiu a vereança e foi eleito pela primeira vez por seus pares.

 

É autor de diversas leis, entre elas a que institui punição para o assédio moral no serviço público gonçalense e a criação do 'castramóvel' para prestação de serviços de castração para animais. Em sua gestão como presidente, criou a TV Câmara, a Ouvidoria, o Codecon e o Portal da Transparência. Liderou a mudança da sede do legislativo, deixando o anexo da prefeitura para ocupar o antigo Fórum da cidade, no bairro Zé Garoto. 

Procura representar a região leste fluminense em Brasília para criar projetos nas áreas de mobilidade urbana, saúde e educação.

Diney concorre a uma vaga na Câmara pelo PPS.

FACE.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

Alecio Breda Dias (Lecinho), 49 anos, é vereador há dois mandatos (2013-) e ocupa o cargo de vice-presidente na Câmara. Na legislatura passada, atuou como líder de governo do prefeito Neilton Mulim, além de presidir a comissão de saúde da Câmara.

Tem como principais bandeiras a educação, segurança pública, saúde e esporte.

Lecinho concorre a uma vaga na Câmara pelo MDB.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Dimas de Paiva Gadelha Junior (Dr. Dimas Gadelha), 42 anos, é médico especializado em saúde da família. Foi secretário de Saúde nos governos Mulim (2013-16) e José Luiz Nanci (2017-18), quando saiu para disputar o cargo de deputado federal.

É responsável pela implantação de diversos equipamentos de saúde no município, como as clínicas de família, laboratório municipal, centro de imagens e as Umpas de Pacheco e Nova Cidade entre outras ações. Pretende ira para Brasília defender o fortalecimento do SUS.

Dimas concorre a uma vaga na Câmara pelo DEM.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Dejorge Patricio da Silva, 44 anos, tem ensino superior incompleto, foi vereador de 2013 a 2016 e eleito segundo suplente de deputad federal em 2014.

Em 2016, disputou a eleição para prefeito de São Gonçalo, mas perdeu para José Luiz Nanci no segundo turno.

Tomou posse como deputado federal em 2017 no lugar de Clarissa Garotinho.

Em agosto de 2017 esteve ausente na votação sobre a abertura de investigação contra o presidente Michel Temer, votação esta que poderia lhe afastar da presidência da república.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg

Ricardo de Souza Costa (Ricardo Pericar), 52 anos, foi vereador por três mandatos consecutivos (2005/2016) e é atualmente vice-prefeito de São Gonçalo.

Quando parlamentar, se destacou com críticas à concessionária de energia Ampla, atual Enel. Recentemente, rompeu politicamente com o prefeito José Luiz Nanci. 

Pericar concorre a uma vaga na Câmara Federal pelo PSL.

FACE.jpg
YTB.jpg

Onildo Ramos da Silva, 55 anos, é empresário  na área da saúde e aposta na renovação política para enfrentar os grandes problemas da cidade, estado e país.

Onildo concorre a uma vaga na Câmara Federal pelo PRP.

FACE.jpg
TWITER.jpg
YTB.jpg
INSTA.jpg
PODKAST.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon