top of page

Em dois dias cinco pessoas morreram afogadas em praias de Maricá

Somente na terça (21) agentes da Secretaria de Proteção e Defesa Civil realizaram cerca de 70 salvamentos nas praias da cidade


Foto: Fábio Suzart/Divulgação
Foto: Fábio Suzart/Divulgação

O Dia - Este fim de Carnaval foi marcado por cinco mortes por afogamento no município de Maricá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Na manhã de quarta (22), Magna Inácio, de 45 anos e Roberto da Conceição, de 50 anos, morreram na praia do Recanto, em Itaipuaçu. Na terça (21) três homens morreram afogados nas praias de Maricá, mas um deles ainda não teve a identidade revelada.


Segundo relatos sobre a ocorrência da última terça, Jhonatan, de 23 anos, entrou no mar revolto da praia da Restinga e não conseguiu voltar pra margem. Foi quando José, de 72 anos, entrou na água para salvá-lo, mas também se afogou. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o idoso chegou ao Hospital Municipal Miguel Couto em óbito. Jhonatan foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento de Santa Rita, em Itaipuaçu, mas também chegou ao hospital sem vida.



Já na praia do Recanto, também na terça, um homem de 33 anos, que não teve o nome revelado, foi resgatado do mar já sem vida.


Desde domingo (19), estão sendo emitidos alertas de mar agitado e orientações para que banhistas respeitem as sinalizações de perigo nas praias de Maricá. Agentes da Secretaria de Proteção e Defesa Civil realizaram cerca de 70 salvamentos nas praias da cidade na terça (21) e segundo a prefeitura do município, a maioria das pessoas resgatadas tem idades entre 13 e 20 anos e são do sexo masculino.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA

KOTIDIANO