top of page

Em entrevista, Dimas revela situação dramática da Saúde no RJ

Deputado federal eleito pelo PT, que compõe o GT da Saúde da equipe de transição, confirmou entrega do relatório de diagnóstico da área nesta quinta (1)


Por Cláudio Figueiras

Foto: Reprodução TY PT
Foto: Reprodução TY PT

O deputado federal eleito, Dimas Gadelha (PT-RJ), foi o destaque na manhã desta quinta-feira (1) do Jornal PT Brasil, transmitido em rádio e canais de streaming para todo o país.


Dos estúdios em Brasília, onde participa dos trabalhos da equipe transição no GT de Saúde, o fututo congressista falou dos desafios do governo Lula nos próximos quatro anos em todo o Brasil, da situação caótica e dramática na área da Saúde no estado do Rio de Janeiro, que sofreu o maior corte de investimentos da história sob o governo Bolsonaro, e sobre São Gonçalo, cidade que deu a ele 80% dos votos que o elegeu.


Dimas, que é médico sanitarista e um dos que assinam o relatório de diagnóstico do GT de Saúde que será entregue hoje, chamou atenção para a queda brutal da cobertura vacinal entre crianças, do retorno de doenças já erradicadas devido ao negacionismo bolsonarista, para as enormes filas no sistema de regulação (Sisreg) de procedimentos médicos e cirúrgicos no Rio e para a diminuição sistemática do número de leitos no estado, principalmente nos hospitais federais.



O parlamentar - que toma posse em fevereiro junto com outros 512 deputados e 27 senadores - está afinado com o presidente Lula na prioridade das prioridades do governo: aprovar a PEC que vai garantir o retorno do Bolsa Família para acabar de uma vez por todas com a fome, que no Brasil atinge 33 milhões de brasileiros e 4 milhões de fluminenses.


Outra prioridade a partir de 1º de janeiro é a de focar na criação de empregos no Rio de Janeiro, sobretudo para os mais jovens, e no retorno da política de conteúdo nacional na cadeia de óleo e gás puxados pela Petrobras e dos investimentos na área naval (vocação do estado) que beneficiarão milhares de trabalhadores.


O recado final de Dimas Gadelha em sua primeira entrevista em nível nacional, transmitida pelo rádio e canais de streaming do Partido dos Trabalhadores, foi para os gonçalenses:


"Nós vamos ser a voz da cidade aqui em Brasília. Nós vamos estar aqui no governo do Lula bem, posicionados, buscando políticas para gerar emprego, renda, bem-estar e oportunidade de colocar o jovem gonçalense nos cursos profissionalizantes, com acesso à universidade e assim acabar com as barricadas em São Gonçalo", finalizou.


O deputado eleito disputou a Prefeitura de São Gonçalo em 2020 e chegou muito perto de vencer a eleição, perdendo o segundo turno por menos de 1% dos votos.


Veja a entrevista no canal da TV PT no YouTube:


 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA