top of page

Escola no Laranjal pode estar com água contaminada

Suspeita é de que água do Colégio Municipal Estephânia de Carvalho tenha sido contaminada por esgoto


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Responsáveis de alunos que passaram mal após possível contaminação de água em escola municipal preparam uma manifestação para o início da tarde de ontem (7), na frente do colégio localizado no bairro do Laranjal, em São Gonçalo. O ato foi marcado para às 13h.


Os pais de estudantes do Colégio Municipal Estephânia de Carvalho denunciam que uma tubulação de esgoto teria se rompido, fazendo com que os detritos se misturassem à água potável. Mais de 15 alunos teriam passado mal e sido hospitalizados na emergência.


"Nesse exato momento nossas crianças estão sofrendo absurdamente por uma negligência. Não nos foi comunicado absolutamente nada até o momento. A única informação que temos do quadro que vem se desenvolvendo foi relatada por um funcionário", disse a mãe de uma aluna da instituição.


Alguns responsáveis já teriam procurado a Secretária de Educação do município. Além da denúncia da possível contaminação, os pais também pretendem reclamar da troca de gestão da escola, que os deixou insatisfeitos.



O vereador Romario Regis (PCdoB) recebeu as denuncias dos responsáveis e informou que irá enviar a amostra da água recolhida na escola para análise. Através de seu perfil no Twitter, ele afirmou que já entrou em contato com o Secretário de Educação, Maurício Nascimento, e que irá até a unidade verificar as condições da cisterna e bebedouros. O vereador é um dos organizadores do protesto na segunda (7).


A Prefeitura de São Gonçalo comunicou, em nota, que a Secretaria Municipal de Educação, assim que tomou conhecimento sobre um possível cheiro diferente na água do Colégio Municipal Estephânia de Carvalho, interrompeu imediatamente o consumo e forneceu galões de água para abastecer a unidade, para que o motivo seja investigado.


"É importante salientar que o último teste de potabilidade da água, que tem validade de seis meses, foi feito no mês de junho e que a Secretaria está apurando o ocorrido", disse.


Procurada, a Águas do Rio informou que realiza periodicamente testes de qualidade da água em diversos pontos do município de São Gonçalo para garantir a potabilidade da água tratada que chega aos hidrômetros, onde se encerra a responsabilidade do serviço prestado à população. E que, neste caso específico, a concessionária foi acionada pelos órgãos competentes para coletar amostra no local e enviar para análise, previsto para acontecer ontem (7).


*Com informações O São Gonçalo


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA