top of page

Espanha condena a prisão 3 torcedores que fizeram ataque racista a Vini Jr.

Condenação é histórica. Jogo entre Valencia x Real Madrid, em 2023, foi paralisado por atos de racismo contra Vini Jr.

Foto: Reuters/Vicent West/Direitos Reservados
Foto: Reuters/Vicent West/Direitos Reservados

A LaLiga anunciou, nesta segunda-feira (10/6), que três torcedores do Valencia que proferiram ofensas racistas contra Vinicius Júnior foram condenados a 8 meses de prisão, 2 anos de banimento dos estádios de futebol em jogos organizados pela Federação Espanhola de Futebol e pagamentos dos custos do processo. Esta é a primeira sentença desse tipo proferida na Espanha.



Os três torcedores do Valencia, que chamaram Vini Jr. de nomes como “macaco”, tinham sido inicialmente condenados a 12 meses de prisão, mas a pena foi reduzida em um terço após um acordo na fase de investigação preliminar. O jogo ocorreu em 21 de maio de 2023, no estádio Mestalla.


Eles foram considerados culpados, com circunstância agravante de discriminação por motivos racistas.



O caso


Vinicius Jr. foi vítima de ataques racistas no Mestalla durante partida entre Valencia e Real Madrid, pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol de 2023. O duelo acabou em 1 x 0 para o time da casa e chegou a ser interrompido quando parte da torcida do Valencia entoava gritos de racismo direcionados ao atacante brasileiro.



Os ataques racistas foram ouvidos em vários momentos do jogo, mas explodiram aos 24 minutos do segundo tempo. Após reclamação de Vini Jr. com a arbitragem, a partida foi paralisada até que a situação fosse resolvida.


*Com informações Metrópoles


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA