top of page

Governo Lula adota slogan 'Fé no Brasil' para se aproximar de eleitores de Bolsonaro

A diretriz dada à equipe ministerial pelo Palácio do Planalto é de reduzir a polarização

Lula/Foto: Ricardo Stuckert
Lula/Foto: Ricardo Stuckert

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem recebido orientações para abandonar o discurso polarizante e iniciar um diálogo com os eleitores que apoiaram Jair Bolsonaro. As informações são do colunista Gustavo Uribe, da CNN.


Essa mudança de estratégia, segundo assessores, vem acompanhada da presença mais constante do marqueteiro Sidônio Palmeira, peça importante na campanha vitoriosa do petista.


Palmeira tem feito visitas regulares ao Palácio da Alvorada para aconselhar ministros e o próprio presidente sobre a comunicação do governo, sendo a mais recente delas na quarta-feira passada.


A avaliação é de que as frequentes referências ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afastaram uma parte do eleitorado moderado, que, apesar de sua preferência política, optou pela direita na última eleição.


A diretriz dada à equipe ministerial pelo Palácio do Planalto é de reduzir a polarização e evitar referências ao governo anterior na medida do possível. A estratégia agora é destacar as conquistas econômicas da gestão atual, respeitando, como colocado por um assessor, “as preferências políticas de cada um”.


O presidente não espera conquistar os eleitores mais ideológicos, mas acredita que pode reconquistar os moderados que reconhecem os avanços do país sob sua gestão. Os estrategistas do PT diagnosticam que foi esse eleitorado que, em 2023, classificou a gestão atual como boa ou ótima, mas migrou para avaliações mais neutras ou negativas.


Nesse contexto, a estratégia é adotar o slogan “Fé no Brasil”, com uma mensagem adicional: “A gente está no rumo certo”, para dialogar com os eleitores que mudaram de opinião sobre o governo petista.


O foco da nova campanha publicitária é enfatizar que as iniciativas da gestão atual são para todos, independentemente das divergências políticas.


A expectativa é de que a ação seja lançada ainda este mês, buscando alcançar uma ampla audiência.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA