top of page

Gusttavo Lima, Netinho e Cássia Kis: a conta chegou

Por Helcio Albano

O trio /Foto: Reprodução
O trio /Foto: Reprodução

Leio na imprensa de fofoca que o cantor sertanojo Gusttavo Lima desistiu de tocar no trio do carnaval da Bahia. Os abadás - mais caros que de artistas consagrados da terra como Cláudia Leitte e Daniela Mercury - encalharam. A produção ainda tentou um "black friday" derrubando o preço da vestimenta de R$ 3 mil para R$ 800 com direito a open bar, mas não rolou.


Sorte pros baianos e turistas que se livraram do traste, símbolo maior do agroboy bolsonarista. Gustttttttavo, pelassaco mamateiro de dinheiro fácil de prefeitura do interior, é apenas um das dezenas de "artistas" que enfiaram os pés pelas mãos em defesa do mito e agora amargam o ocaso com sua derrota. Fato deveras agravado após os ataques terroristas em Brasília que queimou de vez o filme da turma.


Como é o caso do baiano Netinho, também adorador do capetão, que teve show cancelado em Aracaju (SE) por fazer postagem exaltando os CACs a participarem do quebra-quebra na praça dos Três Poderes em 8/1.



O cantor, que tentou a sorte na política pelo partido da besta (PL) em 2022 mas quebrou a cara, já havia tido um revés por causa do seu reacionarismo político. O autor de "Milla", Mano Góes, o proibiu de cantar o hit que o tornou conhecido em todo o Brasil nos anos 1990.


E, pra encerrar, ela; a musa dos quarteis: a beata Cássia Kis. A atriz opus dei, fervorosa patriotária, se junta à sem-noção Regina Duarte e está fora da TV Globo, que anunciou essa semana sua demissão. Renata Sorrah, ao ser perguntada sobre Kis, detonou:


"Sem condições. Um horror. Tudo ali é um horror”.


***

Baixe de graça o livro Reflexões de proa do jornalista Helcio Albano.

HA_REFLEXÕES_ebook
.pdf
Download PDF • 1.35MB

Siga @helcioalbano

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.