top of page

Ida do Bozo pro PL é tapa na cara de quem apertou 17 - por Helcio Albano


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ontem (08/11) a informação surgiu como boato para ser hoje confirmada: o bunda suja e boca podre rachadeiro que ora ocupa a presidência vai se abrigar no PL, partido do enrolado Valdemar Costa Neto, “condenado no Mensalão com citações no tocante a Lava Jato”, como o mitômano a ele se referia em 2018, negando boatos de acordo com o dono da legenda quando ainda negociava a chapa que levaria o coisa ruim ao Alvorada.



O ex-deputado e presidente do PL, Costa Neto, tem uma capivara grande com a Polícia e com a Justiça. Que começa no Mensalão (2005) - onde foi condenado a 7 anos e 10 meses de prisão - passando pelas operações Porto Seguro (2013) e Lava Jato (2015) culminando (por enquanto) na investigação de superfaturamento nas obras da Ferrovia Norte-Sul (2020) em que também virou réu e espera julgamento. Corrupção! Corrupção! Oh! Essa especialidade do Centrão!


No chiqueirinho, à saída do Palácio onde se aglomeram seus apoiadores, o capetão justificou o valhacouto com a bandidagem da velha política: “Essa é minha lagoa, esses são os peixes na minha lagoa que tenho que convencer a votar nas minhas propostas. Quando se fala em Centrão, fui do PP por 20 anos. Essa é a política brasileira”.


Isso aí que saiu da boca imunda do pústula é pra bater com força na cara de cada otário que apertou 17 em 2018 pelo fim da corrupção e por uma nova política. Toma! O bom filho à casa torna!



A ida da besta com seu séquito de bandidos e acanalhados para o PL, acenando uma aliança com o PP do Lira em 2022, é a suprema e sem vergonha ousadia da esculhambação da república, como já visto nos inacreditáveis episódios que cercam a PEC do Calote (Precatórios) com a compra escancarada dos deputados com dinheiro do surreal orçamento secreto, barrado na sexta (05/11) por liminar da ministra do STF, Rosa Weber, melando o balcão de negócios dos parlamentares.



E como não falar de São Gonçalo. Matéria de O Globo desta segunda (07/11) revelou que no festim da pouca vergonha com dinheiro público, a cidade é a campeã em receber dinheiro de emendas individuais e do relator da Câmara (orçamento secreto) em troca de apoio de parlamentares da região às votações de interesse do governo federal. Foram no total R$ 75 milhões destinados ao município, superando, até, o volume enviado para Arapiraca (AL), reduto do presidente da Câmara Arthur Lira, que recebeu R$ 64 milhões.


A Weber mandou abrir quem, com que e onde o dinheiro secreto está sendo gasto. Tem muita gente apreensiva por aí.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.




POLÍTICA

KOTIDIANO