top of page

Indústria bolsonarista de fake news espalha vídeos dizendo que Anitta tem Aids

A indústria de fake news bolsonarista está batendo mais um recorde de perversão

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

DCM - Depois de anunciar apoio a Lula, Anitta vem sendo vítima de uma onda orquestrada de ataques. Desta vez, estão espalhando que ela está com Aids.


O assunto chega frequentemente aos Trending Topics do Twitter e emplacou também no Tik Tok.


A “narrativa” é a seguinte: ela contraiu o vírus há nove anos, recusou-se a se tratar e passou a escolher pessoas da plateia para infectar.


A operação a que Anitta — que é chamada de “satanista” por ser “do candomblé” — se submeteu para tratar uma endometriose seria apenas para acobertar a doença. Tudo com a cumplicidade da Globo, claro.


Vídeos viralizaram com essa história.


Dois deles são protagonizados por mulheres loiras contando essa cascata, com algumas variações. Elas desafiam Anitta a processá-las.



Um dos vídeos está com mais de 112 mil visualizações.


No YouTube, foram criados os canais Anitta HIV e Anitta Aidética. Há mais de 100 vídeos dedicados a esse tema, livres de qualquer alerta do YouTube.


Em entrevista ao DCMTV, o professor Renato Ribeito, mestre em Comunicação, que monitora 25 grupos de WhatsApp bolsonaristas, disse que os tios e tias do zap testam assuntos que depois serão amplamente divulgados.


“Anitta é alvo preferencial deles”, afirma. Segundo Ribeiro, softwares estruturados e caros geram o engajamento.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA