top of page

Já em campanha, Cláudio Castro visita São Gonçalo

Governador veio à cidade anunciar restaurante popular no Alcântara


Por Cláudio Figueiras

Castro tinha sempre ao lado o deputado Altineu Côrtes e o filho do prefeito, Douglas Ruas/Foto: Reprodução Facebook
Castro tinha sempre ao lado o deputado Altineu Côrtes e o filho do prefeito, Douglas Ruas/Foto: Reprodução Facebook

O governador Cláudio Castro (PL), o obscuro vice herdeiro de Wilson Witzel (PSC), que teve o mandato cassado pela Alerj em 2021, visitou nesta sexta (11) a cidade de São Gonçalo em ritmo de campanha.


Acompanhado dos correligionários de partido, o prefeito Nelson Ruas e o deputado federal Altineu Côrtes, também de secretários e de um séquito de vereadores, Castro, que já trabalha abertamente por sua candidatura nas eleições deste ano, anunciou a construção, em Alcântara, do Restaurante Popular, e a ampliação do Programa Segurança Presente, envolvida recentemente na prisão mal explicada do jovem Caio Telles, no Laranjal.


O governador e comitiva ainda percorreram as ruas do centro comercial até o bairro Vila Três, onde estão sendo finalizadas as obras de uma Policlínica no local, que deve ser inaugurada antes do pleito de outubro.


Sob “marcação cerrada” dos vereadores e acompanhado de perto por sua equipe de marketing eleitoral, Castro priorizou registrar mais uma visita à cidade, segundo maior colégio eleitoral do estado, ao lado de Altneu Côrtes, presidente estadual do PL, e do filho do prefeito, Douglas Ruas, ambos também em campanha aberta por uma vaga na Câmara Federal e na Alerj, respectivamente.


Se São Gonçalo quer ser ajudada de verdade, é preciso que o governo municipal me ajude com os projetos”, disse ele, para delírio da claque que o acompanhou na manhã e início da tarde calorentos do Alcântara.


Tamoio

A visita do governador à cidade não passou em branco para o lobby e os lobbistas do Clube Tamoio no chão. Vereadores, Alexandre Gomes (PV) à frente, e representantes do empresário Daniel Luz, novo proprietário do imóvel, pediram pessoalmente a Castro para que vete projeto de lei estadual de tombamento do patrimônio centenário, aprovado na Alerj em 2 de março.


 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.