top of page

Jovem que morreu em encontro com jogador do Corinthians tinha corte de 5 cm na região genital

Informação foi dada por um médico ao pai da garota; ela teve quatro paradas cardiorrespiratórias por conta de hemorragia


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A jovem de 19 anos que morreu durante um encontro com o jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, do sub-20 do Corinthians, tinha um corte de cerca de 5 centímetros na região genital. A informação foi dada pelo pai dela, que conversou com o médico que atendeu a garota no Hospital Municipal do Tatuapé na noite da última terça-feira (30).


Segundo o registro da ocorrência, o médico informou aos policiais que não era possível dizer o que teria causado a laceração, e que por isso solicitou que o corpo fosse encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para perícia.



Em depoimento na delegacia, Dimas, que tem 18 anos, afirmou que conheceu a garota pelas redes sociais e que eles marcaram um encontro no apartamento dele, na zona leste de São Paulo. Segundo ele, foi a primeira vez que se viram.


O atleta afirmou que eles não beberam e nem consumiram nenhum entorpecente e que, durante o ato sexual, a jovem teria desmaiado. Ele teria visto sangue na região íntima dela e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que orientou que ele realizasse massagem cardíaca na garota até a chegada da ambulância.


Após isso, Dimas foi junto com o resgate até o hospital e os familiares da jovem foram avisados por uma enfermeira do Samu de que precisavam ir até o local.



No hospital, os médicos disseram à família que a moça tinha sofrido três paradas cardiorrespiratórias e que havia perdido muito sangue, mas que tinham conseguido estabilizar seu quatro e estancar o corte. Porém, algum tempo depois, ela sofreu mais uma parada, que a levou a óbito.


O pai da garota afirma que conversou com o médico, que não soube informar se o corte que ela tinha na vagina teria sido provocado pelo atrito do ato sexual ou por algum objeto.


Conforme a Polícia Civil, no quarto de Dimas, onde teria ocorrido a relação sexual, havia uma pequena quantidade de sangue em cima do colchão e no chão, uma camisinha usada e dois cigarros eletrônicos.


Segundo a delegacia, foi solicitada a realização de perícia no apartamento do jogador, a remoção do corpo para o IML e a realização de exames necroscópico, toxicológico e sexológico.


Em nota, o Sport Club Corinthians Paulista afirmou que está ciente dos acontecimentos, que aguarda a investigação dos fatos e que está à disposição para colaborar com as autoridades e as famílias.


*Com informações CNN


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.