top of page

Julgamento do assassinato do pastor Anderson do Carmo começa nesta semana em Niterói

Flávio e Lucas, filhos de Flordelis, são acusados do crime de homicídio triplamente qualificado por meio cruel


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Brasil de Fato - Na próxima terça-feira (23), dois filhos da ex-deputada federal Flordelis serão julgados no Tribunal do Júri de Niterói. Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza são denunciados por envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo. Os filhos da pastora são acusados do crime de homicídio triplamente qualificado por meio cruel, sem chance de defesa para a vítima e motivo torpe.




Flávio, filho biológico de Flordelis, é acusado de ter atirado no pastor na garagem da casa da família. Já Lucas, filho adotivo do casal, é apontado como comprador da arma do assassinato ocorrido em 16 de junho de 2019 em Niterói.


“Vou usar vídeos com depoimentos dos dois na delegacia. Em um, o Flávio confessa ter dado os tiros, em outro, o Lucas diz que recebeu carta da mãe para assumir o crime no lugar de Flávio. É preciso se fazer justiça após dois anos e cinco meses da morte do pastor Anderson”, afirmou o advogado Angelo Máximo, assistente de acusação, de acordo com informações do jornal Metrópoles.


O julgamento será conduzido pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói.




Flordelis foi presa no dia 13 de agosto em sua casa, em Niterói, e agora está no Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio. A prisão foi decretada no dia seguinte à perda do mandato parlamentar na Câmara dos Deputados. Na sequência, Flordelis foi também expulsa do PSD.


O pastor Anderson do Carmo foi morto com mais de 30 tiros na garagem da casa em que morava com a pastora e ex-deputada Flordelis e mais 55 filhos no município de Niterói, na região metropolitana do Rio. Ela é apontada como mandante do crime.



POLÍTICA

KOTIDIANO