top of page

Marido de Viviane Araújo proíbe participação da atriz no documentário de Belo

Guilherme Militão deixou evidente que não gostaria que sua esposa fizesse parte do projeto do pagodeiro

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Durante a tarde dessa terça-feira (25), o colunista Leo Dias trouxe à tona uma notícia polêmica a respeito da participação da musa Viviane Araújo no documentário do cantor Belo. De acordo com informações do jornalista, o marido da atriz, Guilherme Militão, não quer deixá-la fazer parte do projeto do pagodeiro. Isso porque a participação de Viviane pode trazer um passado polêmico de volta e fazê-la reviver toda a história complicada que teve com o cantor.



No programa “Fofocalizando”, do SBT, dessa tarde, Leo Dias explicou por que Viviane Araújo ainda não gravou sua participação no documentário do Belo, já que na última segunda-feira (24), ele divulgou que a musa estaria no projeto do cantor. Sem rodeios, o colunista revelou que o marido da atriz é quem a está impedindo de gravar. Na verdade, ele não a proibiu, explicou o jornalista, ele afirmou que não gostaria que ela estivesse no documentário.



Logo depois, Leo Dias afirmou que sequer Gracyanne Barbosa gravou ainda sua participação no projeto. Ainda sobre a Viviane, o colunista levantou outra questão. Araújo assinou um contrato com a Globo para fazer a próxima novela das sete e, vale lembrar, que o documentário do Belo está sendo produzido pela Globoplay. Foi então que o Leo Dias questionou se a Viviane iria mesmo dizer não para a emissora, mesmo tendo um contrato assinado com a empresa.


O documentário produzido pelo Globoplay está previsto para ir ao ar em novembro desse ano e promete um conteúdo e tanto. Durante uma conversa com o colunista Leo Dias, no São João de Maceió, Belo abriu o jogo e contou quem faria parte da obra. Perguntado sobre o assunto, o cantor falou, abertamente, que teria que falar sobre sua prisão, sobre Viviane Araújo e, agora, sobre Gracyanne Barbosa.


*Com informações UOL


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA