top of page

Ministra da Saúde apela para retomada das altas coberturas vacinais no país

Dia da Imunização é comemorado em 9 de junho

Nísia Trindade/Foto: Agência Brasil
Nísia Trindade/Foto: Agência Brasil

Nesta sexta (9), Dia da Imunização, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, pediu para que o país retome as altas coberturas vacinais e alertou para o risco da reinserção de doenças erradicadas.


“A baixa cobertura nos expõe ao risco da volta de doenças que já foram eliminadas. Não podemos perder o que conquistamos em décadas de campanhas de vacinação, que salvaram e ainda salvam milhares de vidas”, ressaltou Nísia.


O Movimento Nacional pela Vacinação, lançado junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é um dos focos da nova gestão. A iniciativa disponibilizou, por exemplo, a vacina bivalente contra Covid-19 para todo o público acima de 18 anos no país.



O ministério também tem focado em combater as notícias falsas contra os imunizantes que prejudicam a adesão da sociedade. A pasta antecipou a campanha de multivacinação para crianças e adolescentes no Acre e Amazonas devido ao risco de reinserção da poliomielite pela fronteira com o Peru, que voltou a registrar casos da doença.


As novas campanhas servem como termômetro para a campanha a nível nacional, que será feita no segundo semestre. As equipes de vacinação dos dois estados foram treinadas para implementar o chamado microplanejamento.



“As ações de microplanejamento consistem em diversas atividades com foco na realidade local. Essas iniciativas contribuem para que as metas de vacinação sejam atingidas. Além do ‘Dia D’ de vacinação, estão previstas ações em cidades de fronteiras, ações extramuros, tanto em áreas urbanas como em locais de difícil acesso, entre outros”, esclarece o ministério, em nota.


Com Agenda do Poder.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA