top of page

Morre o ex-prefeito de São Gonçalo Arismar Dias, o Mazinho

Político, que também presidiu a Câmara de Vereadores, faleceu no Hospital Estadual Alberto Torres, na última sexta (12)


Por Cláudio Figueiras

Velório foi realizado na Câmara de Vereadores/Foto: Divulgação
Velório foi realizado na Câmara de Vereadores/Foto: Divulgação

O ex- vereador e ex-prefeito "tampão" Arismar Dias, o Mazinho, morreu na última sexta-feira (12), aos 80 anos, vítima de complicações renais no Hospital Estadual Alberto Torres, no bairro Colubandê. O velório ocorreu na Câmara de Vereadores na manhã deste sábado (13) e o corpo foi enterrado no Cemitério Municipal, no Camarão, logo em sguida, no início da tarde.


- Mazinho teve uma trajetória de vida exemplar como político e como cidadão. Ao partir, deixa ensinamentos de valor inestimável para todos nós que tivemos o prazer de conviver com ele, testemunhar sua decência, espírito público, senso de justiça e responsabilidade social. Neste dia triste, eu e todos os demais vereadores desta casa, pedimos a Deus que o acolha em seus braços e conforte também o coração dos seus familiares diante dessa irreparável perda”, declarou o presidente da Câmara Municipal, Lecinho Bredas (MDB), presente ao velório.


Arismar Dias foi eleito pela primeira vez em 1972 pela ARENA, partido de sustentação da ditadura militar. Em 1976 se reelege pelo mesmo partido para se tornar presidente da Casa Legislativa em 1979, no segundo biênio da legislatura. Assume a Prefeitura entre abril de 1980 e outubro de 1981, com o afastamento do então prefeito Jayme Campos (MDB).


Segundo o historiador Stanley Plácido da Rosa Silva, o parlamentar Arismar Dias, que teve como colegas de bancada Antônio Raposo e Oton São Paio, foi o oposicionista mais atuante entre 1977 e 1980, porém com poucas proposições legislativas apresentadas no período.


Perguntado sobre o motivo, Arismar responderia em entrevista concedida ao pesquisador em 2007:


- O vereador aqui em São Gonçalo ainda tem muito disso, porque na cabeça dele, ele pensa que a função dele é fazer obra. Não é. A função dele não é fazer obra. A função dele, principal, é fiscalizar o Executivo.


Durante seu breve governo, implantou o ensino de segundo grau profissionalizante nos colégios Castelo Branco, Estephânia de Carvalho e Ernani Farias, além de finalizar a pavimentação da Avenida Presidente Kennedy, uma das vias mais importantes do município.





POLÍTICA