top of page

Mulher é sequestrada na Região Oceânica de Niterói

Câmeras de segurança flagraram o crime


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Tribuna - Uma mulher foi alvo de um sequestro relâmpago, na manhã de hoje (26), no Cafubá, Região Oceânica de Niterói. Bandidos abordaram a vítima, que chegava em casa de carro. De acordo com a Polícia Militar, a vítima, que não teve o nome revelado, foi resgatada no Jardim Catarina, em São Gonçalo. Câmeras de segurança flagraram o crime.


Segundo as imagens, a vítima acabava de estacionar um carro branco na Rua Benjamin Carias, que fica perto do acesso ao Túnel Charitas-Cafubá, pouco antes das 11h. Ela foi abordada por pelo menos três criminosos, que chegaram em um carro cinza. Dois saíram do carro. Eles retiraram a mulher de seu automóvel e a colocaram no veículo deles.



Um dos criminosos retorna ao carro onde chegaram enquanto o outro assume a direção do automóvel da vítima. A ação durou pouco menos de 40 segundos. O 12º BPM (Niterói) foi acionado e iniciou as buscas pela mulher. Os militares, auxiliados por um parente da vítima, conseguiram mapear a localização do celular dela.


Ainda de acordo com a PM, os bandidos deixaram a vítima no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo, entre as ruas 6 e 7. Um pedestre acionou a PM. Equipes do 7º BPM (São Gonçalo) prestaram apoio no resgate, que aconteceu por volta das 13h. Os bandidos fugiram e o carro da vítima ainda não foi encontrado.



O comando do 12º BPM informou que a mulher foi resgatada sem ferimentos. Vítima e policiais irão registrar boletim de ocorrência na 81ª DP (Itaipu), delegacia responsável pela área onde aconteceu o sequestro. A distrital irá investigar o caso, a fim de identificar e prender os criminosos, além de recuperar o carro roubado.


De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), crimes de sequestro relâmpago são raros em Niterói. Durante todo o ano de 2022, houve apenas dois registros em toda a cidade. No ano anterior, 2021, houve 7 casos. É importante frisar que nenhum dos casos contabilizados ano passado aconteceu na Região Oceânica, circunscrição da 81ª DP. Um registro foi feito na 76ª DP (Niterói) e outro na área da 77ª DP (Icaraí).

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA