top of page

O recuo no PL do aborto, as consequências da Lei e a ignorância da direita

Por Pastor Alair Lima

Foto: ICL Notícias
Foto: ICL Notícias

Após as reações em todo o pais e o recuo dos deputados da direita extremista, na tarde de terça feira, dia 18,  o Presidente da Câmara, Arthur Lira, prometeu um amplo debate sobre o PL 1904/24, o PL antiaborto, com a percepção clara de todas as forças políticas, sociais e de interesse  da Câmara.


Após a votação do que ficou conhecido como PL do Estuprador (creio que este seja a melhor definição) reacionários da direita tentaram fazer um remendo, do estrago que eles mesmos já tinham feito.


Que coisa triste, quem não pensa, tentam criar uma lei não é? 


Verdadeiramente, o tiro saiu pela culatra.


Eu fico aqui imaginando como que esta turma criticava o STF e quando eles tentam elaborar um projeto de Lei a vítima está sujeita a pagar uma pena maior do que aquele que cometeu o estupro.


Interpretar uma lei não é nada fácil, ainda mais criar uma lei.


Justifica-se então a dedicação dos juízes em estudar, estudar e estudar para então somente depois chegar a condição de juiz, intérprete e aplicador da lei.



Aproveito aqui, para discorrer sobre a lei que os primeiros habitantes desta terra receberam de Deus. Por exemplo, o livro de Levítico, que contém instruções sobre o cumprimento dos deveres do sacerdócio, como sacrifício de animais e outros rituais para o povo, é um exemplo do exercício e a prática da lei na vida dos hebreus.


Mas aqui,  eu quero apresentar-lhes algumas verdades sobre a lei na vida dos hebreus. Flavio Josefo, talvez a maior referência da história dos hebreus, aplica muito bem a lei na vida do povo de Deus e afirma que a lei não tinha simplesmente objetivo de punir aquele que errou, mas acima de tudo, desenvolver na mente deste o temor e a reverência a Deus.


Interessante, pensar na pessoa de Jesus, em vários momentos Jesus dizia que ele não veio para julgar ele veio para Servir. E Ele foi um exemplo em servir ao próximo. Em Mateus 7 ele chega a dar o seguinte conselho: “Não julguem vocês, para que vocês não sejam julgados”.


Alguns pensam na Lei somente como elemento de Punição, alguns pensam e chegam até afirmar que Jesus veio destruir a Lei, isto não é uma verdade, Jesus veio aperfeiçoar a Lei, sabe porquê esta afirmação ?



Primeiro, a Lei é boa, a Lei só não é boa para o transgressor, para aquela pessoa que anda correto diante de Deus, a lei não traz nenhuma consequência. 


Segundo, a Lei foi dada pelo próprio Deus, isto justifica então a primeira justificativa tudo que Deus dá é bom, por isso que a primeira afirmativa é que a Lei é boa.


Me perdoem, mas não tem como não destacar como que a direita extremista sequer não pensou nas consequências da lei que eles  estavam criando, então qual foi a solução? Recuar. 


Pra você pensar, a Lei não é somente para punir e prestem atenção a lei pode trazer consequências para quem não obedece e também para aquele que é obediente mas que sofre os desdobramentos desta vida.


Pense nisso!


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Alair Lima é Pastor Presidente da Primeira Igreja Batista de Jardim Alcântara desde janeiro de 2011.   

POLÍTICA