top of page

Operação prende 9 PMs acusados de tortura e extorsão

E mais: Justiça nega soltura dos delegados Adriana Belém e Marcos Cipriano, Acusado de matar amiga a facadas em Niterói é diagnosticado com transtornos mentais, Homem com esquizofrenia é morto em abordagem da PRF em Sergipe, Governo autoriza contratação de candidatos aprovados para PF e PRF


Armamento encontrado na casa do PM Antônio Alves Santos — Foto: Divulgação
Armamento encontrado na casa do PM Antônio Alves Santos — Foto: Divulgação

Começamos o Rolé desta quinta (26) com a notícia de que o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) realiza hoje, a "Operação Mercenários", para prender 11 policiais militares integrantes de organização criminosa voltada para os crimes de corrupção, tortura, peculato e concussão — quando um funcionário público usa o cargo para obter vantagens indevidas.


Além de cumprir 35 mandados de busca e apreensão, entre eles na casa do tenente-coronel André Araújo de Oliveira, comandante do 15º BPM (Duque de Caxias), e do chefe do Serviço Reservado (P2) do batalhão, o capitão Anderson Santos Orrico. Nove agentes foram presos. Informações O Dia: MPRJ faz operação para prender 11 PMs acusados de torturar e extorquir criminosos


E a Justiça do Rio de Janeiro manteve a prisão dos delegados Adriana Belém e Marcos Cipriano. O desembargador Joaquim Domingos de Almeida Neto, da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, negou os habeas corpus pedidos pela defesa dos dois policiais civis, presos na Operação Calígula, desencadeada no dia 11 deste mês pelo Ministério Público do Estado do Rio.


Esta é a segunda vez nesta semana que os dois policiais civis têm pedido de soltura negado pela Justiça. Eles são acusados de integrar uma organização criminosa liderada pelo contraventor Rogério de Andrade voltada à exploração de jogos de azar. A Tribuna noticiou: Justiça nega soltura dos delegados Adriana Belém e Marcos Cipriano


Um laudo ao qual o Extra teve acesso aponta que Matheus dos Santos da Silva, de 22 anos, acusado de ter matado a facadas uma amiga por quem era apaixonado, sofre de transtornos mentais e que era "inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato".


Com isso, o parecer assinado pela médica psiquiatra forense Sandra Greenhalgh indica que Matheus não tinha qualquer capacidade de entender o crime que estava cometendo. O rapaz foi preso em 2 de junho do ano passado, acusado de esfaquear Vitórya Melissa Mota, de 22 anos, na praça de alimentação de um shopping em Niterói.


A médica conclui que ele precisa de internação como tratamento e pede nova reavaliação em três anos. Vimos no Extra: Acusado de matar amiga a facadas em Niterói tem transtorno mental e não tinha capacidade de entender crime cometido, aponta laudo


E a morte de um homem após uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal no município de Umbaúba (SE), nesta quarta (25), provocou a indignação por parte da família e de moradores da cidade. Durante a ocorrência, ele foi mobilizado por policiais e colocado dentro do porta-malas de uma viatura, onde inalou fumaça.


Genivaldo de Jesus Santos tinha 38 anos era aposentado em virtude da esquizofrenia. Ele era casado com Maria Fabiana dos Santos e tinha um filho de oito anos. Tá no G1: Homem morto em abordagem da PRF em Sergipe: o que se sabe e o que falta esclarecer


Finalizamos o Rolé de hoje com a notícia de que o governo federal publicou hoje, no Diário Oficial da União (DOU), um decreto autorizando a nomeação de 625 candidatos aprovados no concurso da Polícia Rodoviária Federal, que não passaram dentro do quantitativo de vagas. A publicação autoriza o início do curso de formação para o cargo.


O concurso, realizado no ano passado, ofereceu um total de 1,5 mil vagas. Segundo o decreto, a nomeação dos novos policiais ficará condicionada ao provimento do quantitativo de vagas originalmente previsto no concurso público e à existência de vagas na data da nomeação. Em Agência Brasil: Governo autoriza contratação de candidatos aprovados para PF e PRF

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.