top of page

Passageiros são agredidos durante assalto a ônibus no Rio

Três criminosos armados assaltaram e agrediram diversos passageiros que estavam em um ônibus da linha 2383 (Sepetiba x Carioca) na Avenida Brasil

Foto: Reprodução/Vídeo
Foto: Reprodução/Vídeo


A Polícia Civil tenta identificar os criminosos que assaltaram um ônibus e fizeram 51 passageiros reféns na Avenida Brasil. O crime aconteceu na altura de Deodoro, na Zona Oeste do Rio, por volta da 6h desta quarta-feira (10).



Tudo aconteceu quando o ônibus, que fazia o trajeto Sepetiba x Carioca, parou em um ponto na Avenida Brasil para deixar três passageiros. Após o desembarque, os criminosos entraram no ônibus e anunciaram o assalto. Segundo os passageiros, o assalto durou 40 minutos. Nesse intervalo de tempo, eles foram agredidos e ameaçados.



Andressa Pimenta foi uma das vítimas. Ela contou que os criminosos foram muito agressivos e levaram o relógio dela:


"Teve gente que apanhou muito. Vocês não têm noção de quanto foi horrível. Eu estava em pé na hora que eu peguei o ônibus. Teve três que desceram em Deodoro, que foi quando eles entraram no ônibus na descida de três passageiros. E foi tudo muito rápido, muito, muito agressivo, falando que iam matar. E eles pegaram celular, aliança, meu relógio. Teve um que falou, eu quero um relógio pra levar pra minha namorada."



Adriana Amaral e Vitor Bagarelli disseram que não é a primeira vez que esses criminosos assaltam o ônibus:


"Já é o terceiro assalto essa semana, mesma coisa em seguida, já estão com costume nessa mesma linha essa semana, só que eles vão pulando em outros lugares, a Avenida Brasil toda eles vem pulando de ponto a ponto, mas só que é mais a linha do frescão que eles pegam." - Adriana Amaral



"Segunda, terça e quarta, três dias de semana, três dias de assalto, eles entram agredindo, colocando terror, já entram agredindo, já colocando terror para que ninguém esconda nada. Quem abrisse a boca apanhava." - Vitor Bagarelli


Isabela de Oliveira saiu de Campo Grande e estava indo para uma entrevista de emprego em Copacabana quando tudo aconteceu:


"Eu peguei o ônibus na Carobinha, estava numa condução, desci pra pegar essa que seria mais rápida, que eu tinha uma entrevista de emprego lá em Copacabana. Levaram o meu celular, a minha aliança. Fizeram o terror no ônibus, ficaram um bom tempo, e até agora eu estou sem acreditar. Estou pagando o meu telefone ainda, desempregada, me esforçando pra pagar o telefone. Agora vou ter que pagar uma coisa que eu não tenho mais".


Depois do assalto, os bandidos soltaram em um ponto na altura de Ramos, na Zona Norte do Rio, e conseguiram fugir.


Em nota, a Rio Ônibus disse que lamenta mais um episódio de violência e apela para que as autoridades da área de segurança pública do Rio implementem ações efetivas que ofereçam o "mínimo" de segurança aos passageiros.


*Com informações CBN Rio


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA