top of page

PL 2630: narrativa mentirosa venceu, mas o jogo ainda não acabou

Por Helcio Albano

Grande Bart!/Reprodução
Grande Bart!/Reprodução

Não existe vivalma nesse Brasil que não tenha visto na tela do celular o jogralzinho "PL 2630" acompanhado de "PL da Censura". Isso é bem simples de explicar: as big techs, Google à frente, entraram pesado no circuito pra barrar a aprovação da lei que, entre outras coisas, obrigaria as gigantes do capitalismo a serem minimamente responsáveis e transparentes.


Obrigações essas, tipo: banir posts de ódio, mutilações, esquartejamentos, perfis de exaltação nazistas e informações comprovadamente falsas das plataformas. Ou seja, colocar ordem no bundalelê geral e irrestrito onde ninguém é de ninguém e o crime - devidamente monetizado por algoritmos - impera.



E desse esforço contra o PL 2630, ocorreu uma aliança funesta e às escâncaras entre big techs, evangélicos fundamentalistas e extrema-direita bolsonarista que não se furtaram em utilizar tudo quanto é lorota pra sensibilizar a opinião pública - majoritariamente a favor do PL - e, principalmente, deputados, que votariam a matéria nesta terça (2). Deu certo: o PL caiu. E a desregulação derrubou o mecanismo que iria regulá-lo.


Lula tem recursos escassos na mão pra formar uma base - capenga que seja - no Congresso. E votações importantes pela frente, além de duas CPIs. Fez o cálculo, e resolveu não gastar esse capital no PL 2630, até porque o STF pode decidir a parada em julgamento sobre a constitucionalidade do Marco Civil da Internet.


Agora, nesse episódio, a comunicação do governo conseguiu me dar ainda mais calafrios.


Plus

Eu desisto. Embebido do tema de hoje, o PL 2630, eis que 6 horas da manhã entra em cena a Polícia Federal fazendo busca e apreensão na casa do bozo em operação que prendeu o Cid, seu ajudante de ordens. Aquele com cara de nerd, tipo Mad, o da revista.


Bônus

Não se enganem: o gado tem sempre um lombo quente e um ombro amigo que tudo perdoa no coisa ruim.


Vai posar de pobre coitado e virar mártir da "liberdade" e do "meu corpo, minas regras" do mundo bizarro paralelo.


Duvida?


Bônus-Track

Agora, nos esteites a porca torce o rabo. Se o inquérito virar processo, e o Tio Sam quiser acesso aos autos, muito provavelmente o único lugar aproximado de uma Disney em Orlando para o bozo, será o Beto Carrero World, na Bozolândia Santa Catarina.


Siga @helcioalbano


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.


POLÍTICA