top of page

PMs que cantaram 'parabéns pra você' a miliciano detido em hospital são afastados

O aniversariante, identificado como Jean Arruda da Silva, foi baleado durante uma operação que resultou na prisão de 15 suspeitos de integrar a milícia liderada por Luís Antônio da Silva Braga, conhecido como Zinho

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os policiais militares envolvidos no episódio em que foram flagrados cantando parabéns para um miliciano internado sob custódia em um hospital do Rio foram afastados das ruas e submetidos a um Procedimento Administrativo Disciplinar. O vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostra os PMs batendo palmas e celebrando o aniversário de Jean Arruda da Silva, ferido durante uma operação policial.


O aniversariante, identificado como Jean Arruda da Silva, foi baleado durante uma operação que resultou na prisão de 15 suspeitos de integrar a milícia liderada por Luís Antônio da Silva Braga, conhecido como Zinho. A comemoração improvisada, que contou com bolo e refrigerantes, ocorreu na enfermaria do hospital.


Os policiais foram identificados como Terceiro sargento Nilson Oliveira da Silva Júnior, responsável por gravar o vídeo e liderar os parabéns, e o Primeiro sargento William da Silva Lima, que também aparece nas imagens. Ambos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Judiciária Militar, onde medidas disciplinares foram tomadas.


A Corregedoria abriu um processo administrativo para apurar o caso e os dois PMs foram afastados de suas funções. Segundo a Polícia Civil, a investigação é de responsabilidade da Polícia Militar, uma vez que se trata de um ato disciplinar no exercício da função.


Os amigos de Jean Arruda da Silva, também presentes na festa de aniversário improvisada, foram identificados como Driel Azevedo de Araújo e Wallace Oliveira Balbino, ambos apontados pela polícia como integrantes do mesmo grupo miliciano. Todos estavam sob custódia policial no hospital devido ao ferimento durante a operação policial.


De Agenda do Poder.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA

KOTIDIANO