top of page

PMs são afastados das ruas após mulher ser baleada em blitz no Rio

Corporação investiga circunstâncias em que ocorreu o disparo de fuzil que atingiu o carro onde a vítima estava; estado de saúde é grave


O disparo no carro onde estava a mulher - Foto: Redes sociais
O disparo no carro onde estava a mulher - Foto: Redes sociais

Uma mulher foi baleada durante uma blitz realizada pela Polícia Militar na Pavuna, Na Zona Norte do Rio, neste domingo (30). Nathalia Cristiny Candido Lacerda, de 33 anos, estava no bando de trás de um Hyundai HB20 branco, atingido na traseira por um disparo de fuzil. A vítima está internada no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde passou por uma cirurgia. O estado de saúde é grave.


Os PMs envolvidos na ocorrência foram afastados das ruas, informou a corporação. As armas que estavam com eles foram entregues na 39ª DP (Pavuna), responsável pela investigação.


Os policiais já prestaram depoimento. Uma perícia foi feita no Hyundai. Os agentes buscam imagens de câmeras que possam ter gravado o momento em que o tiro foi disparado.



A blitz era feita por equipes do 41º BPM (Irajá) na esquina da Avenida Coronel Phidias Távora com Rua Benjamim da Silva, nas imediações da Favela da Ficap. De acordo com os agentes, o carro em que a mulher estava não respeitou à ordem de parada dada pelos PMs, e um deles atirou contra o veículo.


De acordo com informações da 39ª DP, no automóvel estava, além dos adultos, uma criança.


A Polícia Militar afirmou em nota que a 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) acompanha o caso e "colabora integralmente com as investigações da 39ª DP (Pavuna)".


*Com informações Extra


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.