Buscar

O Craque da Voz, Euzebio, sobre SG: "Aqui não sou valorizado"



Entrevista com Euzebio Santos, narrador esportivo gonçalense que conquistou o título de “Craque da Voz” através do concurso da Rádio Globo, atualmente trabalha na rádio Cabo Frio Cabo frio Am 1530. Sua principal meta é ser uma das maiores vozes esportivas no rádio brasileiro, também deseja concorrer a um cargo de vereador de São Gonçalo, embora esteja insatisfeito com a cidade.

Euzebio, como você se tornou o “Craque da Voz” (2014) da Rádio Globo?

Euzebio Santos: Na verdade eu andava desmotivado profissionalmente há uns dois anos e quando surgiu o “Craque da Voz”, meu telefone não parou mais de tocar, pois as pessoas exigiam que eu participasse. Então gravei um gol do Flamengo no celular e mandei para a Rádio Globo e o resto da história... (risos).

Mas por que estava desmotivado?

Euzebio Santos: Aos 40 anos e sem realizar o sonho de ser narrador de futebol, desanimei geral, e deixei de ouvir rádio, estava revoltado...

Mas você já tinha experiência como narrador esportivo? Ou sempre ficou no sonho mesmo?

Euzebio Santos: Fazia locução em jogos festivos, fiz curso da escola de rádio com Edson Mauro e me ajudou muito, mas trabalho na rádio efetivamente nada! Sempre trabalhei como locutor de lojas, mas sempre treinando a articulação e a dicção. Depois de vencer o concurso da Rádio Globo, o Futrio me contratou.

Qual é sua meta principal?

Euzebio Santos: Ser um dos grandes locutores do país.

O que você acha desse seu momento na carreira? E como veio esse seu sonho de ser narrador?

Euzebio Santos: Como tirei minha (credencial da Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro) ACERJ, agora, as coisas vão clarear...

E esse sonho de ser narrador veio aos 16 anos quando em 1988, comprei um disco de vinil com gols narrados pelos grandes narradores esportivos e viciei na coisa. Tá no sangue e estou muito feliz por ver as pessoas me ouvindo e elogiando meu trabalho.

E o cenário esportivo em São Gonçalo? Como analisa?

Euzebio Santos: Está em um ótimo momento, pois temos três equipes disputando as divisões intermediárias do futebol carioca. Pena, não termos estrutura, exceto o Gonçalense, mas com a falta de estádios e apoio da prefeitura, os times tem que jogar fora do município e com isso distanciando a ligação com a galera, mas o cenário é muito bom....

Mas e o cenário para outros profissionais que trabalham no meio esportivo como você em São Gonçalo? O que você acha desse o mercado?

Euzebio Santos: Não sou valorizado e nem reconhecido em São Gonçalo. As pessoas gostam do meu trabalho, mas sou homenageado no Rio de Janeiro, Araruama, Cabo Frio, Belford Roxo. São Gonçalo é muito política e isso atrapalha. Sou o único locutor esportivo do município, trouxe o “Craque da Voz” (prêmio) para cá, mas não sou valorizado aqui...

Mas você acha que isso pode mudar por aqui, com os times gonçalenses ganhando espaço? Inclusive atraindo atenção da mídia de outras cidades?

Euzebio Santos: Em termos de divulgação do município sim, mas melhorar parar os profissionais da imprensa esportiva. Acho que teria que trabalhar de graça aqui...

Como assim trabalhar de graça?

Euzebio Santos: Amo São Gonçalo, mas aqui não se tem apoio, para se conseguir uma propaganda, para se anunciar numa transmissão é uma batalha, você não ganha dinheiro. Quando vou para o Rio fazer eventos esportivos, tiro um cachê legal, aqui, só querem me dar cerveja e churrasco.

Você se vê morando e trabalhando em São Gonçalo?

Euzebio Santos: Vou disputar as eleições em 2016 e dependendo do resultado, irei embora. Se vencer as eleições fico, se não, irei para o Rio ou Região dos Lagos...

Quais seriam as metas do vereador Euzebio? O esporte será a maior prioridade?

Euzebio Santos: Uma das prioridades, pois o esporte em si não elege ninguém, mas contribuiria muito para o esporte em nossa cidade. Quero incentivar os jovens a seguir esse caminho com cursos profissionalizantes, trabalhar com jovens e as nossas crianças na área social, educacional e esportiva. Mostrar aos nossos jovens que eles podem vencer.

Ok! E como você vê a integração do esporte e social em nosso município?

Euzebio Santos: Em direções bem diferentes, não vejo nenhum trabalho na área social por aqui e no esporte idem. Mas deixa a política para outro papo... (risos)

Rennan Rebello, membro fundador do coletivo audiovisual Moinhos de Vento, responsável pelo blog esportegrafia.blogspot.com.

#RENNANREBELLO #MOINHOSDEVENTO #ESPORTE

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon