Buscar

O gonçalense é a carne mais barata do Rio de Janeiro: Adeus Linha 3



Ontem, 14, representantes da prefeitura da cidade que comandam a Secretaria de Transportes local estiveram reunidos no Fórum dos secretários municipais de Transporte e Planejamento Urbano da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A reunião foi na Setrans, a secretaria de transporte estadual, com a presença do Ministério das Cidades.

O assunto, como pôde reparar, é planejamento em transporte. Não temos nem uma coisa nem outra. Há anos. E a tentativa de organizar o caos serviu para piorar ainda mais a situação em 2012, com a lei que criou um monstro chamado Consórcio São Gonçalo, que detém o monopólio de tudo que se mova por pneus na cidade.

Mas o que que o secretário de Transportes de São Gonçalo, Jonadab de Souza, e assessores foram fazer nessa reunião no Setrans com os figurões de Brasília? Foram levar um puxão de orelhas e serem lembrados que se não apresentarem um Plano Diretor de transportes para a cidade, ainda este ano, vão ficar chupando dedo sem verbas federais para mobilidade urbana.

Explico. A organização das cidades é regida pelo Estatuto das Cidades, que prevê um Plano Diretor de Transporte Urbano obrigatório para municípios com mais de 20 mil habitantes. A Lei nº 12.587/2012 incorporada ao Estatuto estabeleceu um prazo de 3 anos para que as prefeituras apresentassem os seus planos diretores. Ou seja, o prazo é esse ano, 2015.

À prefeitura de São Gonçalo, notória por seus fracassos ou incapacidade de planejar, restou ouvir calada o passa régua na reunião e engolir a seco um convênio às pressas com a Coppe/UFRJ, que fará um plano municipal de mobilidade. Novamente, é claro, sem a participação da população. Um clássico gonçalense.

E a coisa é de esperteza sem tamanho. A Coppe fez o estudo para a secretaria estadual que por sua vez quer o BRT em vez do metrô em São Gonçalo. Ora, qual é a conclusão lógica disso? Adeus Metrô Linha 3, é o que dirão os doutores em planejamento urbano com a anuência do pateta do nosso prefeito.

Leia abaixo matéria amiga do O São Gonçalo.

São Gonçalo faz convênio com UFRJ para mobilidade

Por Gustavo Aguiar

O secretário de Transportes de São Gonçalo, Jonadab de Souza, informou, ontem, que a Prefeitura fará convênio com a Coppe/UFRJ, para elaboração do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. A Procuradoria do Município estuda o contrato e vai dar o parecer em até 15 dias.

Jonadab participou do Fórum dos secretários municipais de Transporte e Planejamento Urbano da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, realizado, ontem, pela Secretaria de Estado de Transportes (Setrans), para discutir a elaboração dos planos municipais de mobilidade de cada cidade.

“A Coppe já fez um levantamento sobre a questão. Nos reunimos, no Fórum, com o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osório, e um representante do Ministério das Cidades e explicamos a nossa situação”, contou Jonadab.

Durante o Fórum, foram apresentadas as diretrizes do Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU) direcionado à mobilidade dos municípios da Região Metropolitana. O encontro discutiu as estratégias para elaboração dos planos de mobilidade dos municípios, que contará com apoio da Setrans e terá como base o PDTU.

O Estatuto das Cidades, aprovado pelo Congresso Nacional, estabelece a obrigatoriedade de cada município contar com um plano de mobilidade urbana sob pena de perda de acesso a investimentos e a programas de fomento à infraestrutura do Governo Federal.

#CIDADE #POLÍTICA #HELCIOALBANO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon