Buscar

Música da boa e de grátis nesta segunda no Lavourão



Música, integração e oportunidade. É desta forma que acontece o BPM (Batidas por Minuto), projeto desenvolvido pela secretaria de Turismo e Cultura de São Gonçalo, que reúne músicos da cidade de forma descontraída, animada e com muita música.

Sucesso na primeira edição, na qual reuniu cerca de 30 artistas e um público de aproximadamente 200 pessoas, a segunda edição do evento será realizada hoje, a partir das 19h, no Centro Cultural Joaquim Lavoura (Lavourão).

O compositor Rafael Massoto, o baterista Pablo Diego e os cantores e compositores, Victor Cupertino e Thiago Dias estão à frente do evento, e construíram um BPM coletivo, com a participação da plateia, podendo declamar poesias, apresentar músicas ou quaisquer manifestações artísticas. A classificação é livre e a entrada é gratuita.

De acordo com Rafael Massoto, idealizador do projeto, o BPM tem sido uma grata surpresa ao integrar uma grande quantidade de músicos da cidade.

“A primeira edição do BPM foi além do esperado. A repercussão foi enorme, uma surpresa para todos! Na primeira edição conhecemos o Victor Cupertino, um excelente cantor e compositor gonçalense, que só tinha tido oportunidade de mostrar a sua música fora da cidade e que através do BPM pôde revelar seu talento também em São Gonçalo. Atualmente, o Victor está como membro efetivo do grupo. Tivemos a apresentação do saxofonista Lucas Tomaz, que foi incrível, além das participações da Naiara Terra, Allan Jones (que havia chegado há pouco da França e que prestigiou o evento) entre outros artistas que transformaram o BPM em uma noite de muita emoção”, ressaltou Massoto.

Para o secretário de Turismo e Cultura, Michel Portugal, o Centro Cultural Joaquim Lavoura, mais conhecido como Lavourão, cada vez mais vem se tornando uma referência de espaço cultural em São Gonçalo.

“O BPM foi demais, é um projeto adequado para ter várias edições. O objetivo é o desenvolvimento dos artistas gonçalenses e seu reconhecimento. O Centro Cultural que era tido como um prédio administrativo está se tornando uma referência cultural no município, com eventos de alta qualidade e gratuitos. O Eletronaipe, que chegou a ter visibilidade artística nacional no programa SuperStar, da TV Globo, é um exemplo disso. Espero que o BPM possa projetar os músicos do nosso município de modo que eles ocupem o lugar de destaque que merecem”, afirmou o secretário.


"O BPM é um evento diferente de todos. O público geralmente comparece para apenas contemplar; no BPM, ele, o público, se torna a própria atração", Rafael Massoto.

#CULTURA #CIDADE

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon