Buscar

"Velhinhos do Detro" quebram a banca das empresas de ônibus



Não contavam com a nossa astúcia!

Essa frase do eterno Chapolin Colorado resume muito bem a ação coordenada entre o Detro (orgão fiscalizador do transporte urbano) e idosos de São Gonçalo que, voluntariamente, atuam como "iscas" para pegar as empresas em flagrante delito se negando a aceitar a gratuidade em ônibus de uma porta. Gratuidade esta garantida por lei.

O Detro informa que a gratuidade é garantida em todos os ônibus que fazem linhas estritamente urbanas, independente se o carro tem uma ou duas portas.

Esse tipo de agressão covarde à cidadania cometida pelas empresas que exploram o serviço de transporte coletivo não atinge apenas o idoso. Estudantes e pessoas com deficiência também sofrem com a ganância dos empresários, como sabemos.

Porém, não nos esqueçamos dos motoristas, também vítimas disso tudo, constantemente assediados a fazerem o que, com certeza, vai contra as suas consciências.

A punição para velhacos e gananciosos que mais surte efeito é no bolso. E a cada flagrante de desrespeito à lei uma multa de R$ 1.900,00.

Parabéns ao Detro e aos nossos bravos velhinhos gonçalenses. A foto acima é uma reprodução do RJTV no momento em que o fiscal do Detro aborda o motorista.

Leia matéria de A Tribuna.

VELHINHOS SIM, MAS BOBOS, NÃO

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Transportes, realizou ontem, em São Gonçalo, a operação “Velhinhos Espiões”, para fiscalizar o cumprimento da lei de gratuidade a idosos em ônibus intermunicipais. Auxiliados por um grupo de voluntários, agentes do Detro à paisana flagraram motoristas da linha Venda das Pedras x São Gonçalo, da empresa Rio Ita, se recusando a liberar a benefício nos coletivos.

A ação aconteceu Rua Alfredo Backer, no Mutondo, durante toda a manhã. Foram aplicadas quatro multas, duas por restrição da gratuidade ao idoso e duas por falta de selo de vistoria, totalizando R$ 7.561,24. As empresas também podem ser multadas caso o motorista seja flagrado ignorando as paradas em pontos onde haja somente idosos. A viagem é interrompida à frente pelos agentes do Dentro, que aplicam multa de R$ 1.890,31 e orientam os condutores quanto à irregularidade.

Desde janeiro, o Detro intensificou as fiscalizações e aplicou 31 multas por recusa da gratuidade - assegurada em lei - sendo 22 referentes a idosos. Este ano, a Ouvidoria do Detro registrou 221 reclamações em relação a privação do direito do idoso à gratuidade, crime previsto no Estatuto do Idoso com pena de seis meses a um ano de detenção. Além de falta de ônibus urbanos, que são substituídos pelas empresas por veículos rodoviários, na tentativa restringir o benefício.

A operação “Velhinhos Espiões” será estendida a diversos pontos do estado. As equipes do Detro contam ainda com a colaboração da população, que pode denunciar as irregularidades por meio da Ouvidoria, pelo telefone (21) 3883-4141 ou e-mail ouvidoria@detro.rj.gov.br. Basta informar a linha e o número do ônibus intermunicipal que cometeu a infração.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#CIDADE

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon