Buscar

Lava Jato: PF prende suspeitos em Niterói e Rio Bonito


A Polícia Federal prendeu, temporariamente por cinco dias, o ex-gerente executivo da área de Engenharia e de Serviços da Petrobras Roberto Gonçalves, na 20ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje (16). Também foi preso Nelson Ribeiro Martins, que atuaria como operador financeiro no esquema de corrupção.

Gonçalves foi gerente executivo da estatal entre 11 de março 2011 e 3 de maio de 2012 e foi substituído por Pedro José Barusco Filho no cargo. Ele é suspeito de receber propinas de empresas que prestavam serviço para a Petrobras.

Martins, segundo o despacho do juiz federal Sérgio Moro, atuaria como intermediador do pagamento de propinas entre empreiteiras e dirigentes da estatal.


Além da capital fluminense, foram cumpridos mandados nas cidades de Rio Bonito e Niterói, na região metropolitana do Rio e em Petrópolis, na região serrana. Os alvos dessa fase foram ex-funcionários de uma estatal e todos investigados pelo recebimento de propina de representantes de empresas contratadas.

Os investigados responderão pelos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas e lavagem de dinheiro, entre outros crimes em apuração. Os presos foram levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

EBC

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#CIDADE

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon