Buscar

OAB/SG promoverá ação pública contra a Ampla



Durante um encontro realizado ontem (2) na OAB-SG, ficou decidido que a instituição vai entrar com uma ação civil pública contra a Ampla após o carnaval. A ideia partiu do vereador Alexandre Gomes (PRTB), que além de advogado é presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Gonçalo. Além disso, a instituição disponibilizará a Comissão de Defesa do Consumidor para fornecer orientações de como cliente deve proceder, caso queira acionar a concessionária com uma ação individual.

Propositor da ideia, Alexandre Gomes diz que o cidadão gonçalense não pode mais sofrer as consequências por conta de um serviço que é mal prestado.

“Estou aqui como consumidor e como todo mundo, espantado com todo esse aumento absurdo em que todos nós fomos surpreendidos. Recebi em meu gabinete dezenas de pessoas que também tiveram o mesmo problema, que eu acredito ter atingido toda a nossa cidade. Não podemos ver a Ampla continuar a prestar um péssimo serviço aqui em São Gonçalo, que já trouxe consequências irreparáveis. Dois acidentes fatais que vitimaram muito gente, são só os exemplos mais graves. Por isso, essa é a hora de nos mobilizarmos em conjunto, e por isso resolvi procurar a OAB-SG e propor a ação civil pública”, afirmou o parlamentar.

Para o Presidente da OAB-SG, Eliano Enzo, a ação civil pública é para mostrar que a população gonçalense, merece respeito.

“Essa concessionária faz o que quer no nosso município e agora ela passou dos limites. Gostaria de pedir para os consumidores que quiserem colaborar com a ação contra a Ampla, que traga em nossa sede as três últimas contas para que possamos anexar na petição. Quanto maior o número de provas reunidas, será melhor”, reforçou Enzo.

O Advogado Vitor Marcelo, procurador da ação, e diretor da Escola Superior de Advocacia, disse que a medida judicial serve para atender os interesses da coletividade.

“Nós não vamos cuidar do assunto individual de cada cidadão, o objetivo é fazer com que a Ampla se abstenha de cortar a energia de quem não puder pagar a fatura de janeiro. Com este fundamento, vamos pedir que a concessionária reveja o valor cobrado e faça uma nova medição, baseada na conta de dezembro”,finalizou o procurador.

Quem desejar pode enviar as contas por e-mail. contasamplaoabsg@gmail.com, ou procurar a sede da OAB-SG, de 11 ás 17 horas. Tv. Euzelina, 100 - Ze Garoto, São Gonçalo.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#AMPLA #OABSG #POLÍTICA

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon