Buscar

Guardas municipais de Itaboraí e PMs se unem para fortalecer Disque Denúncia


O Disque Denúncia (2253-1177), ferramenta estratégica que auxilia a polícia na solução de crimes importantes, ainda é pouco utilizado pela maior parte dos moradores de Itaboraí. Essa é a conclusão do tenente-coronel Ruy França, que há um mês está à frente do 35º BPM na cidade. Para reverter esse quadro, Policiais Militares e guardas municipais foram às ruas nesta terça-feira (16), com objetivo de conscientizar a população. A primeira ação acorreu no Centro. Comércio, ônibus e residências foram visitados. Outras atividades também devem ser realizadas em pontos distintos, inclusive nas comunidades.


De acordo com Ruy França, os números de denúncias em Itaboraí são considerados ‘pífios’. Semelhante ao que acontecia no município de Cabo Frio, quando ele comandava o 25º BPM. Segundo p tenente-coronel, após esse trabalho, as denúncias no município da Região dos Lagos cresceram em quase 500%.

“As denúncias possibilitam que realizemos nosso trabalho de maneira segura, planejada e sem colocar em risco a população. O resultado da conscientização, porém, não é imediato”, explica Ruy.


De acordo com o secretário de Segurança e Defesa Civil de Itaboraí, Rodrigo Barreto, a participação da guarda municipal nas atividades do 35º BPM é necessária, tendo em vista que há aspectos da segurança comuns às duas instituições.

“Entendemos que segurança pública não é só papel do Estado. E, por estar mais próxima da população, a Guarda Municipal encontra ainda mais facilidade de levar a mensagem para aos moradores”, afirmou Rodrigo.

Anonimato

Aos moradores, tenente-coronel Ruy França explicou que o Disque Denúncia, ao longo dos seus 20 anos de criação, passou a receber denúncias dos mais variados tipos de crimes – desde violência contra a mulher, criança e idoso, passando por furto de energia e crimes ambientais, até a localização de armas e drogas.

“É importante frisar que em todas as ligações o anonimato é garantido. Não há identificador, grampos ou rastreamento”, finalizou.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#cidade

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon