Buscar

Dor de cabeça, febre, vômito e diarreia: virose lota hospitais



DE A TRIBUNA

A reclamação nos postos de saúde e hospitais de São Gonçalo é a mesma: dor de cabeça, febre, vômito e diarreia. Uma nova virose está circulando pela cidade e causando dúvida e medo nos moradores. Algumas pessoas temem as doenças da moda, zika, dengue e febre chikungunya, até porque os sintomas são muito parecidos. As entradas do Hospital Infantil Darcy Vargas e do Pronto-socorro Armando Gomes de Sá Couto, no Centro de São Gonçalo, estavam lotadas nessa sexta-feira.

Os sintomas parecem ter atingido, principalmente crianças, de diversos bairros como Coelho, Almerinda, Fazenda dos Mineiros, Boaçu, entre outros. Muitos pacientes reclamavam dos mesmos sintomas e esperavam atendimento. A empresária Joceline Leitão, de 40 anos, levou a prima de dez anos para atendimento. A menina está passando mal há alguns dias, com muita dor no corpo e na cabeça.

“Então é virose. Ela está lá dentro esperando atendimento porque está sentindo essas coisas. Infelizmente sempre tem uma virose. Basta saber se é isso mesmo ou uma dessas doenças que estão na moda”, disse.

A ambulante Maria Orato, que trabalha entre as duas unidades de saúde, disse que a maior queixa entre as mães é tal virose.

“O que eu mais ouço aqui é: minha filha está morrendo de dor de cabeça e vomitando. Já faz um tempo que escuto essas reclamações. Eu acho que isso é problema na água porque é gente de todo lugar que está doente”, disse.

O pediatra André Ricardo Araújo da Silva, especialista em infectologia, explica que esses sintomas evidenciam as chamadas viroses e nesse período do ano é comum que muitas pessoas fiquem doentes, principalmente crianças. Segundo ele, os sintomas não duram mais que cinco dias e é importante que os enfermos evitem lotar os hospitais, visto que o vírus H1N1 está fazendo muitas vítimas.

“As pessoas confundem setor de emergência com atendimento médico. Muitos desses sintomas fazem lotar as emergências sem necessidade. A maior parte pode ser remanejado para pediatras e consultórios. A emergência deve ser para casos mais graves. Nesse período crescem muito as viroses respiratórias. Para isso podem ser utilizados aqueles remédios normais para conter os sintomas e até mesmo medicamentos caseiros como xarope de mel com agrião ou até a famosa canja de galinha da vovó”.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#CIDADE #SÃOGONÇALO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon