Buscar

Amarildo não fará delação, afirma advogado



O vereador Amarildo Aguiar, condenado em maio a 23 anos de prisão pelos crimes de estelionato, formação de quadrilha e corrupção passiva, entrará amanhã (20) com recurso pedindo extinção da pena imposta pela juíza federal Ana Paula Vieira de Carvalho.

O advogado André Francisco Siqueira, que defende Amarildo, descarta de antemão qualquer acordo de colaboração ou de delação premiada de seu cliente com o Judiciário: "Nunca pretendemos fazer sob nenhuma hipótese acordo de delação (premiada) com o Judiciário. No recurso de apelação que preparamos iremos discutir o mérito da acusação e a dosimetria da pena", disse Siqueira.

Para o advogado, a juíza foi 'duríssima' em sua sentença contra o vereador, já que no seu entendimento não há provas de que Amarildo tenha praticado estelionato: "Não existe prova alguma de que ele tenha praticado o estelionato. Ele não é - como nunca foi - o chefe de nada. Segundo a denúncia, o esquema vem desde 2003. Para comprovar o que digo, existem duas ações civis públicas em tramitação na Comarca de São Gonçalo que descortina todo o esquema. Em nenhuma delas o Amarildo figura como réu", observou.

Amarildo foi preso no dia 16 de julho do ano passado, em sua casa, por agentes da Polícia Federal, durante a Operação Panaceia. O esquema chefiado pelo político, segundo a acusação, utilizava pacientes fantasmas para receber pagamento do SUS por consultas e exames de baixa complexidade. Proprietários de clínicas médicas e laboratórios também são citados na investigação, bem como outros políticos da cidade.

O prazo para entrada de recurso contra a sentença proferida pela juíza de 1ª Instância Ana Paula Vieira de Carvalho se encerra amanhã.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#POLÍTICA #AMARILDOAGUIAR #SÃOGONÇALO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon