Buscar

Tempo de TV: Marlos e Brizola Neto são os maiores beneficiados


As regras da campanha eleitoral deste ano mudaram muito em relação a anterior. Principalmente o tempo de campanha propriamente dito, que caiu de 90 para 45 dias, e o tempo de propaganda eleitoral de rádio e TV, que terá apenas dois blocos de 10 minutos cada, um na hora do almoço, às 13 horas, e outro à noite, às 20:30 horas.

Após as convenções partidárias encerradas no dia 5 de agosto, temos um quadro partidário muito próximo do que será na campanha, com 10 candidaturas a prefeito (um recorde em São Gonçalo) e algumas centenas para vereador. Das coligações realizadas entre os diversos partidos, o Jornal Daki traz uma simulação aproximada do tempo de cada um dos candidatos no rádio e na TV que o eleitor poderá acompanhar para ajudar em sua escolha no dia 2 de outubro, data do 1º turno.

REGRAS

90% do tempo total de propaganda dos candidatos leva em consideração a representação partidária atual na Câmara dos Deputados distribuídos de maneira proporcional à bancada. Os 10% restantes são distribuídos de modo igualitário entre todos os candidatos a prefeito. Isso quer dizer que o tempo pode variar em alguns segundos para cima por bloco de propaganda à tarde e à noite, de segunda a sábado, apenas com candidatos a prefeito.

Não haverá mais blocos com vereadores, apenas inserções durante todo o dia, entre 05 e 00h de segunda a domingo. 60% das inserções serão dedicadas a prefeito e 40% para os vereadores. Cada inserção poderá ter entre 30 e 60 segundos. Serão ao todo 70 minutos diários de propaganda de rádio e TV.

COMPOSIÇÃO


Em São Gonçalo a chapa montada pelo vereador Marlos (PSB, PSD, PTB, PPL) terá o maior tempo de Rádio e TV, juntamente com seu concorrente Brizola Neto que, além do PDT, trouxe para a sua coligação o PCdoB e o PT que, sozinho, tem direito a 11m33s diários de veiculação, e 1m12s por bloco por ser a maior bancada na Câmara. Logo em seguida, acima de 10 minutos diários, vem Flordelis (PMDB, DEM), o prefeito Neilton Mulim (PR, PP, PTN, PHS, PT do B, PEN, PMN e PSDC) e Dilson Drumond (PSDB, PROS, PSC e PTC). Os valores de cima do infográfico indicam o tempo diário e o de baixo o tempo por cada bloco.

Esse quadro pode mudar porque criou-se um imbróglio jurídico envolvendo o PSD, que havia se decidido em apoiar a candidatura de Dilson Drumond mas foi obrigado a seguir as orientações do Diretório Regional em apoiar a candidatura de Marlos em São Gonçalo. E até o momento não se tem certeza se o DEM realmente apoiará Flordelis (PMDB), podendo até mesmo lançar candidatura própria encabeçada pelo ex-secretário Adolfo Konder. Há ainda a possibilidade de até o dia 15 de agosto, último dia de inscrição das chapas, o PMDB e o DEM apoiarem José Luis Nanci do PPS.

Entre os candidatos com menos de 10 minutos diários ou com pouquíssimo e até mesmo nenhum tempo de propaganda, estão o já citado José Luis Nanci (PPS, PV e PSL), Dejorge Patrício (PRB, PRTB e PMN), Professor Josemar (PSOL, PCB), Diego São Paio (Rede) e Deyse Oliveira, com seu solitário PSTU, que não tem direito à propaganda, e dependerá do 'rateio' do tempo que restar entre os candidatos.


Para o jornalista e analista político Helcio Albano, todas essas mudanças implicarão na forma e no conteúdo da propaganda eleitoral, exigindo um produto final mais ágil e conciso para o eleitor/ouvinte/telespectador: "Acredito que os elementos de linguagem predominantes nesta campanha serão os da internet e das redes sociais, independente do tempo que cada candidato irá dispor de propaganda. Rádio e TV, sobretudo em São Gonçalo, tem ainda um peso muito grande, mas a grande batalha se dará nas redes sociais, com uma abordagem mais direta e objetiva, próprio do que a gente já vê no facebook e whatsapp. O que será produzido pelos candidatos terá esse formato", afirmou.

A propaganda eleitoral de rádio e TV no 1º turno começa no dia 26 de agosto até 29 de setembro.

Atualização: A coluna da jornalista Berenice Seara, do Jornal Extra, informou no dia 09/08 que o PMDB desistiu da candidatura de Flordelis para apoiar a reeleição do prefeito Neilton Mulim. O DEM faria o mesmo. Nesse caso o prefeito herda o tempo de propaganda dos dois partidos e fica em primeiro lugar entre os candidatos. Também ontem o PV anunciou coligação com a Rede, abandonando o barco de José Luis Nanci.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#ELEIÇÕES2016 #SÃOGONÇALO #POLÍTICA

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon