Buscar

Justiça pede prisão de Mulim fechando com 'chave de ouro' a catástrofe do seu governo



A Justiça, através de decisão do desembargador Peterson Barroso Simão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decretou na noite desta quarta-feira, dia 28, durante o Plantão Judiciário, a prisão do prefeito de São Gonçalo, Neiton Mulim, pelo crime de desobediência de ordem judicial para efetuar o pagamento dos salários dos funcionários da rede municipal de ensino de São Gonçalo, informa o site do TJRJ.

A sentença tem origem em mandado judicial impetrado pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ).

A decisão do desembargador fecha com 'chave de ouro' uma gestão catastrófica que encheu de lixo as ruas da cidade, superfaturou contratos e atrasou salários dos servidores. O magistrado justificou sua decisão devido aos sumiços continuados do prefeito de seu gabinete, o que dificultou a ação dos oficiais de justiça:

- O Senhor Prefeito se ausentando do gabinete e já tendo ciência de que deve cumprir a obrigação de pagar os professores mostra não só o desrespeito com a situação, mas entra com corpo e alma dentro do flagrante delito, passível do decreto de prisão. A ciência do Sr. Prefeito quanto à ordem judicial é inequívoca e ao mesmo tempo que ele sabe da responsabilidade procura fugir dela de todas as formas possíveis fazendo descaso da Justiça, dos Oficiais e de todos que trabalham no Poder Judiciário. Pior ainda, sequer procurou justificar a inadimplência - disse Simão na sentença.

E assim chega ao fim a república de Monjolos.

As polícias civil e militar já foram informadas da decisão e realizam diligências à procura do prefeito para notificá-lo. Advogados do prefeito devem entrar com pedido de habeas corpus ainda hoje.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#NEILTONMULIM #SÃOGONÇALO #CIDADE

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon