Buscar

Vereadores armam circo e licitação da iluminação pública é cancelada



Estava marcada para hoje (3) abertura de processo licitatório, através de pregão presencial, para a escolha da nova empresa responsável pela manutenção da iluminação pública na cidade.

A concorrência foi cancelada.

Um grupo de vereadores, a maioria de oposição, extrapolou suas funções de fiscalização e exigiu participar, dentro da sala de licitação, do ato de abertura dos envelopes. A menor proposta sairia vencedora.

A concorrência tem 12 empresas interessadas na administração dos serviços.

Uma fonte ligada ao governo lamenta o episódio:

- As empresas se credenciaram, cumpriram todas as exigências e enviaram seus representantes para participar do pregão. Lamento termos sido obrigados a adiar o processo de licitação, pois o que um grupo de vereadores fez foi inaceitável, uma afronta ao governo.

As propostas apresentadas no pregão são registradas em documento público e fica disponível para posterior consulta. Inclusive dos vereadores.

Os vereadores, se oportunistas ou de boa-fé, cruzaram todos os limites institucionais e invadiram uma seara que é exclusiva do poder Executivo.

Cada um no seu quadrado.

O que ocorreu naquela sala foi um circo a ser explorado de modo populista pelos ilustres parlamentares em suas redes sociais.

Mas, reforçando a máxima: São Gonçalo é maior cidade pequena do Brasil.

Lamentável.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#SÃOGONÇALO #POLÍTICA

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon