Buscar

Publicação ligada a vereador ataca Diego São Paio



A temperatura política subiu alguns graus ontem. O jornal Página Gonçalense, ligado ao vereador Sandro Almeida (PSDB), publicou em seu site uma acusação grave contra o secretário de Educação Diego São Paio. O título foi taxativo:

Diego São Paio superfatura merenda e pode cair do governo

A publicação cravou que São Paio superfaturou o contrato emergencial de merenda com a empresa ComRio em R$ 4,6 milhões para fornecimento de alimentos às escolas durante dois meses.

A acusação baseou-se apenas em publicação do Diário Oficial onde se informava os valores estimativos do contrato, não o efetivamente executado pela secretaria, que é o que vale para fins comprobatórios das despesas e de possível prova de superfaturamento.

Na matéria do jornal não há nenhum dado concreto que comprove malversação do dinheiro público.

O secretário reagiu indignado em vídeo publicado em sua página no facebook, e prometeu processar o jornal, ao mesmo tempo que insinuou perseguição política de alguns vereadores por estarem descontentes com o fim das 'mamatas, boquinhas, funcionários fantasmas e contratos superfaturados'.

No vídeo-desabafo, São Paio informa que o efetivamente gasto no período não corresponde nem a metade do valor estimado para a execução do contrato com a ComRio. Segundo São Paio, no primeiro mês foram gastos R$ 770 mil e no segundo mês R$ 1,3 milhão, tudo acompanhado pelo ministério público.

São Paio prometeu disponibilizar documentos oficiais que comprovam o que afirma.

O Jornal Daki publicou em 17 de maio matéria que revelava insatisfação de alguns vereadores - da base e da oposição ao governo - com a permanência do secretário frente à pasta.

Para o analista político Helcio Albano, há vários interesses em jogo no ataque a Diego São Paio, desde os fisiológicos até os políticos-eleitorais visando as eleições de 2018.

- Devemos separar dois grupos distintos que atacam o Diego. O primeiro grupo são aqueles vereadores com interesse no varejo da secretaria, que está relacionado ao poder de livre nomeação de correligionários na Semed, coisa que Eduardo Gordo falou abertamente numa das sessões da Câmara.

O outro grupo, ligado ao deputado Dejorge Patrício, é o de oposição ao governo, que ambiciona uma candidatura a deputado em 2018. E trabalham em duas frentes: enfraquecer o prefeito e tirar do caminho possíveis candidaturas competitivas. O Diego é uma delas. Esse mesmo grupo ensaiou um ataque a outro secretário, o Marlos Costa. Aparentemente recuaram com Marlos.

Segundo Albano, não há razões objetivas até o momento para duvidar da capacidade de gestão e da lisura de Diego São Paio na Semed, mas isso não garante sua permanência no cargo.

- Ao que consta, o secretário tem levado assuntos sensíveis ao ministério público, e a questão da merenda é uma delas. Não há razão para duvidar do que afirma e da sua capacidade de trabalho na secretaria. Mas a política é ingrata na maioria das vezes. Competência e boa intenção não garantem ninguém em cargo nenhum. Tudo depende muito da conjuntura política e social onde tudo acontece, e São Gonçalo, parafraseando Seu Jorge, 'você sabe como é'...

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#POLÍTICA #SÃOGONÇALO #DIEGOSÃOPAIO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon