Buscar

Ao estilo 'tô nem aí', desembargadora não se arrepende de ser o que é



A desembargadora carioca que gosta de gastar seu precisoso tempo caluniando e falando bobagens no facebook confessou ao jornal O Dia que não se arrepende do que disse sobre a vereadora Mariellle Franco, executada a tiros na semana passada.

Na nossa tradição, só se arrepende quem reconhece o seu erro ou pecado, não é mesmo?

A desembargadora Marília Neves, do Tribunal de Justiça do Rio disse o que disse porque 'reproduziu comentários que estavam disponíveis na internet e que "ninguém contestou a veracidade deles. Nem o Psol, nem a família (de Marielle)'.

É verdade, dotora. A contestação do Psol e da família vieram após a senhora espalhar a mentira 'como cidadã', como enche a boca de botox para se justificar.

Continua o jornal:

- Indagada se havia mudado de opinião após os boatos serem desmentidos, respondeu que 'não tem opinião'."(Risos) Eu não tenho opinião, eu nem conhecia, eu nunca tinha ouvido falar dessa criatura. Eu não tenho opinião a respeito".

E, para finalizar:

- A reportagem (do Dia) perguntou se, como cidadã, ela se arrependia de ter feito o comentário, agora que ela sabe que é apenas fake news. A resposta foi "não". "Por que eu deveria me arrepender de ter feito um comentário? É só um comentário reproduzindo um outro. Eu não estou me sentindo culpada por nada. Eu não criei o comentário. Se é boato, se alguém criou, o autor da criação que pode ou não estar arrependido. Eu, por quê?

A desembargadora Marília cometeu uma série de crimes, inclusive de falta de decoro, previsto pelo código de conduta da magistratura.

Vai acontecer alguma coisa contra essa senhorinha vinda da barra dos tribunais? Gargalhando até amanhã...

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#FEMINICÍDIO #MARIELLEFRANCO #INTERVENÇÃOMILITAR #DAKIEDELÁ #CRÔNICAS

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon