Buscar

Marcado o 'dia da forca' de Mulim: 23 de maio



Política é como nuvem, já dizia um velho político de Minas. Você olha tá de um jeito, aí olha de novo e tá de outro.

O presidente da Câmara, Diney Marins, já recebeu o parecer da Comissão de Orçamento e Finanças sobre as contas de Mulim, e marcou a votação em Plenário para o dia 23 de maio, quarta-feira às 17 horas.

A Comissão - presidida pelo vereador e ex-vice líder do governo Mulim, Nelson Ruas - acompanha o parecer do Tribunal de Contas do Estado que reprova as contas do ex-prefeito.

Deu ruim.

Mulim virou uma espécie de símbolo da corrupção gonçalense e caiu em desgraça. Não conseguiu a reeleição e foi preso acusado de malfeitos em agosto passado.

Os vereadores, muitos deles ex-aliados, empurrarão sem piedade o ex-prefeito de Monjolos do cadafalso da política, tornando-o inelegível por oito anos, independente de algum tipo de condenação em definitivo da Justiça, que virá, inapelavelmente.

Dois prefeitos de São Gonçalo (Dr. Charles e Aparecida) estão inelegíveis e respondem a processos envolvendo casos de corrupção e de improbidade administrativa.

No final do dia 23, Mulim se juntará a eles.

Leia Matéria em O Fluminense.

Câmara de SG deve rejeitar contas de Mulim

Comissão de Orçamento e Finanças já antecipa que irá acompanhar parecer do TCE

Após receber defesa do ex-prefeito Neilton Mulim, o presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo, vereador Diney Marins (PSB), marcou para o próximo dia 23, a votação do parecer da Comissão de Orçamento e Finanças que acompanhou o relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e rejeitou as contas de Mulim referente ao exercício de 2016.

No parecer da Comissão, presidida pelo vereador Nelson Ruas (PT do B), o capitão Nelson, destacou que o TCE apresentou quatro irregularidades e 30 impropriedades, entre elas da gestão de Mulim ter desrespeitado o limite de despesa com pessoal desde o 2º quadrimestre de 2015 e pelo cancelamento de restos a pagar no valor de mais de R$ 12 milhões.

Na conclusão, os membros da Comissão de Orçamento e Finanças garantiram que acompanhariam o parecer do Tribunal de Contas: 'Após analisar atentamente os dados fornecidos pelo TCE e corroborando com o seu relatório, concluímos emitir parecer prévio contrário a aprovação das contas do ex-prefeito Neilton Mulim referente ao exercício de 2016'.

A decisão foi lida durante a sessão plenária do dia 17 de abril e encaminhada ao presidente da Casa, vereador Diney Marins, que garantiu ao ex-prefeito um prazo de 15 dias para se defender.

Gostou? Curta a página Daki no facebook aqui e fique bem informado.


#SÃOGONÇALO #POLÍTICA #NEILTONMULIM

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon